Oficialmente, a Cooper A1 abriu hoje, 16, duas novas unidades da cooperativa no Rio Grande do Sul, em Frederico Westphalen e Vicente Dutra. Devido a pandemia e buscando evitar aglomeração, não haverá evento de inauguração aberto ao público. A compra das unidades foi aprovada em Assembleia Geral Extraordinária ainda em agosto deste ano.

As estruturas foram adquiridas da empresa Agricenter, e as filiais passaram por um processo de adequação os protocolos e processos internos. Com isso, marca presença em 10 cidades gaúchas: Alpestre, Ametista do Sul, Erval Seco, Frederico Westphalen, Novo Tiradentes, Planalto, Vista Gaúcha, Rodeio Bonito, Pinhal e Vicente Dutra.

As novas unidades possuem escritórios, armazéns de insumos, silos metálicos, balança, moegas, sala de máquinas, tombadores, fábrica de farelo e óleo de soja, entre outros equipamentos. Em Frederico Westphalen, há capacidade estática para 240 mil sacas de grãos e a balança tem capacidade para 100 toneladas. Com estas, a cooperativa soma 13 unidades de recebimento de grãos e amplia sua capacidade de recebimento para, aproximadamente, 150 mil toneladas de grãos.

Para Frederico Westphalen, o projeto inicial da cooperativa prevê o trabalho de escoamento, secagem e armazenagem de grãos, bem como assistência a campo. “De início também teremos um espaço de loja agropecuária, máquinas e implementos agrícolas. Quanto a supermercado, não há previsão de investimento nesta área”, afirma o presidente da Cooper A1, Elio Casarin.

O presidente destaca ainda que a compra visa, principalmente, reforçar a demanda por matéria-prima das fábricas de rações da cooperativa, destacando que se trata de uma região com potencial para produção de grãos. “Discutimos amplamente o negócio e entendemos ser um importante avanço e oportunidade para a cooperativa. A intenção é beneficiar os produtores rurais ligados à antiga empresa proprietária, da qual adquirimos a estrutura, bem como os demais cooperados da região e abastecer nossa atividade industrial com matéria-prima de qualidade”, finalizou.

O gerente da unidade é Flávio Coletto, que já está há 18 anos na cooperativa, e com experiência no cargo de gerência.