Nos próximos sete meses, a Cooperativa Mista de Produção, Industrialização e Comercialização de Biocombustíveis (Cooperbio) estará capacitando mais de 250 agricultores e agricultoras da região. Em agosto iniciam diversos cursos de capacitação profissional na sede da Cooperbio, em Seberi.

Os cursos serão ofertados através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em parceria firmada entre a cooperativa e o Instituto Federal Farroupilha (IFF), com o programa Eco Forte, que integra o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo), por meio do Instituto Cultural Padre Josimo, que integra a Rede MPA de Agroecologia.

Cursos

A metodologia de realização dos cursos e capacitações se dará por etapas, facilitando a participação dos educandos. Por meio do Pronatec, os cursos ofertados são: Agricultor Familiar, Agricultor Orgânico e Operador de Máquinas e Implementos Agrícolas. Já os cursos oferecidos pelo Eco Forte são Solos 1 e 2, Teatro e Cultura Popular, Agroflorestas e Oficinas de capacitação nas comunidades rurais.

Os cursos são direcionados aos agricultores cooperados e beneficiários dos programas executados pela Cooperbio, que já vêm desenvolvendo iniciativas agroecológicas em suas propriedades.

Segundo o coordenador pedagógico da CooperBio, Martin Witter, os cursos contribuem com a qualificação dos agricultores que estão buscando melhores condições de trabalho e permanência no campo, interessados em produzir alimentos saudáveis e construir alternativas que possibilitem maior autonomia frente ao modelo dos agrotóxicos e dos transgênicos.

Renato Padilha rural@folhadonoroeste.com.br