A região Covid de Palmeira das Missões, que abrange 54 municípios das regiões da produção e celeiro, no Norte e Noroeste gaúcho, e inclui as cidades abrangidas pelo jornal Folha do Noroeste, registrou alta de mais de 400% nas confirmações de pessoas com a doença nos últimos sete dias. Conforme os números disponibilizados pelo Comitê Estadual de Dados da Covid-19 do governo gaúcho, na última semana, a região registrou aumento de 464,5% na incidência de positivados para cada 100 mil habitantes. O número passou de 58,7 no dia 6 de janeiro, para 331,3 na quarta-feira, 12.

Se considerar o período do fim de dezembro, até esta semana, o aumento é muito maior, pois na última semana de 2021, a incidência de casos de Covid para cada 100 mil habitantes estava em apenas 1,7 na região. Em números totais, a região acumula 1.146 novas confirmações para a doença nos últimos sete dias. Com isso, este está sendo o terceiro maior pico de casos de Covid-19 desde o início da pandemia, entre as cidades da região de Palmeira das Missões.

Nesse cenário, Frederico Westphalen apresenta patamar similar. Os dados de casos ativos no município, considerando os boletins epidemiológicos divulgados diariamente pela equipe de saúde, mostra que da quinta-feira passada, 6, até ontem, 13, a alta foi de 197%, passando de 64 na semana passada, para 190 ontem. Em números de novos confirmados, foram 142 novos casos no mesmo período, o que representa cerca de 10% das novas confirmações da região apenas em FW.

Elevação nas internações é menor

Essa alta de casos de Covid que atinge a região, o Estado, o país e todo o mundo é atribuída à variante ômicron da doença, considerada muito mais contagiosa. Em contrapartida, ela tem se mostrado, ao menos até o momento, menos intensa na necessidade de hospitalizações do que outras cepas em outros momentos da pandemia. Entre os fatores para tal, especialistas apontam a maior presença de anticorpos nas pessoas, a vacinação e outras determinantes ainda não claras para a ciência. No entanto, isso não significa que a cepa não seja perigosa, já que, mesmo em menor patamar, as internações têm crescido também.

Na região, por exemplo, conforme os dados do Comitê Estadual, as hospitalizações em geral subiram 20% nos últimos sete dias, com seis novos pacientes demandando leitos hospitalares. Em relação a leitos clínicos, entre altas e baixas nos hospitais da região, o saldo foi de 10 novas pessoas sendo internadas na última semana. Já em UTI, a taxa de ocupação de leitos estava em 56,5%, considerando as unidades que integram a Regulação Estadual de leitos. Dos 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva que integram o sistema, 19 estavam ocupados por pessoas com diferentes comorbidades, cinco com suspeita de Covid-19 e dois confirmados ocupavam unidades nos diferentes hospitais que integram a região Covid de Palmeira das Missões até o início da tarde de ontem.

No Hospital Divina Providência, de Frederico Westphalen, segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem, havia três pessoas de FW internadas em leito clínico com a doença e uma pessoa em UTI diagnosticada com o novo coronavírus.