Após operar menos de um mês em fase de teste a Usina Cerro do Sol, empreendimento da Creluz na cidade de Cerro Grande, agora já está autorizada a gerar energia para o mercado nacional, conforme Despacho Nº 1.104, de 28 de abril de 2022, expedido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Este complexo é o maior do Rio Grande do Sul na atualidade, sendo também o maior investimento da história no município de Cerro Grande e um dos maiores da região norte do Estado, com a aplicação de R$ 15 milhões. A Usina também é a maior planta de geração fotovoltaica da Creluz, sendo a 12ª central de geração instalada pela cooperativa, que possui agora sete hidrelétricas e cinco solares.

No total, a nova usina possui 5.670 painéis solares bifaciais e mono cristalinos, com 2 transformadores e 30 inversores. A capacidade de geração é de 6 milhões de kw/hora por ano, carga suficiente para abastecer em média cerca de 5 mil residências urbanas.

O complexo Cerro do Sol será totalmente comandado, monitorado e operado a distância, através de tele comando, sendo controlado pelo Centro de Operação da cooperativa. A sua construção demorou menos de um ano e a operação em fase de testes iniciou em 4 de abril se estendendo até o dia 28 do mesmo mês.

Mesmo em seu período de construção e antes de entrar em operação, o empreendimento já gerou arrecadação para o município, somente em ISS (Imposto Sobre Serviços), a Creluz recolheu para Cerro Grande R$ 77.672,37. Em atividade, a usina continuará gerando receitas mensais através do pagamento de impostos, tornando-se uma das principais contribuintes para os cofres públicos.

O presidente da Creluz, Elemar Battisti, revela que os primeiros dados levantados pela engenharia da Creluz apontam que a geração em fase de teste da nova usina evidenciou alta performance, confirmando o que apontavam os estudos preliminares efetuados no local, um dos motivos que levaram a cooperativa a adquirir esta área, com ótima localização, pertencendo ao perímetro urbano de Cerro Grande.

Battisti destaca que assim como as demais usinas construídas pela cooperativa, a Cerro do Sol também terá um papel fundamental de injetar energia nova e de qualidade no sistema, principalmente, no verão, quando o consumo aumenta e a geração hídrica diminui em função da redução das chuvas, além de gerar arrecadação, contribuindo para o desenvolvimento e crescimento de toda a comunidade.

*Com informações da Ascom Creluz