Saiba mais sobre a terceira doença que mais mata no mundo. Dia 14 de noembro, foi celebrado o Dia Mundial do Diabetes. A data foi criada pela Federação Internacional do Diabetes e tem o objetivo de alertar as pessoas sobre os riscos e o aumento da doença no mundo. O diabetes é uma síndrome metabólica que ocorre devido à falta de insulina ou a incapacidade dela exercer adequadamente as suas funções no organismo, causando o aumento da glicose (açúcar) no sangue. O diabetes ocorre quando o pâncreas não é capaz de produzir insulina em quantidade adequada. A função da insulina é fazer com que a glicose presente no sangue entre nas células e se torne energia. Assim, quando a insulina não desenvolve direito esse papel, a glicose fica no sangue e ocorre um aumento do diabetes. Diabetes pode ser de diferentes tipos O pré-diabetes, que é usado para indicar o alto potencial que a pessoa tem de desenvolver a doença. Diabetes tipo 1 se manifesta quando o pâncreas perde a capacidade de produzir insulina em decorrência de defeitos no sistema imunológico, fazendo com que nossos anticorpos ataquem as células que produzem o hormônio. O diabetes tipo 2 ocorre devido à combinação de dois fatores, a diminuição da secreção de insulina e um defeito na sua ação, conhecido como resistência à insulina. O diabetes tipo dois ocorre em cerca de 90% dos pacientes com diabetes. E o diabetes gestacional, que é diagnosticado pela primeira vez na gestação, consiste no aumento da resistência à ação da insulina na gravidez, levando ao aumento nos níveis de glicose no sangue. Este tipo de diabetes pode ou não persistir após o parto. A causa exata do aparecimento do diabetes em gestantes ainda não é conhecida. O exame de glicemia do jejum ajuda a identificar se a secreção de insulina está alterada no organismo. Se houver alterações, é necessário que a pessoa passe para o exame de curva glicêmica, que irá diagnosticar se o paciente tem intolerância à glicose e diabetes.