O câncer de pele é a doença mais frequente no Brasil corresponda a 30% de todos os tumores malignos registrados no País, e é no Rio Grande do Sul que apresenta uma alta incidência de casos de câncer de pele.

O verão se aproxima, e com ele a necessidade de intensificar os cuidados com a pele, é nesta época do ano que as pessoas se expõem com mais frequência ao sol a fim de aproveitar a estação mais quente do ano. Com o calor intenso fica difícil resistir às praias, piscinas, campings e atividades ao ar livre, e para garantir uma pele saudável é necessário saber se proteger do sol.

Com exposição prolongada ao sol a pele requer alguns cuidados, já que ele emite raios ultravioletas UVA e UVB, que são os responsáveis pelos danos causados à pele, aumentando assim o risco do câncer. Juntos estes raios penetram na epiderme e derme causando alterações que aceleram o envelhecimento precoce da pele, tornando-a flácida e opaca e o aparecimento de rugas e manchas solares. E para garantir uma pele jovem e saudável é necessário o uso de protetor solar com proteção UVA e UVB, sendo que devemos reaplicar o protetor a cada duas horas. 

Devemos redobrar os cuidados com as crianças, principalmente aquelas que ficam muito tempo na água. Os protetores solares para essas crianças devem ser os resistentes à água e reaplicando o protetor a cada hora.

Dicas de como melhor cuidar da sua pele neste verão, cuidados que se deve ter na hora da exposição solar:

Manter a pele limpa e hidratada; Não se expor ao sol das 10 às 16 horas; Não se depilar no dia de pegar sol; Usar diariamente fator de protetor solar (FPS) 30 acima. Lembre-se: o rosto merece um FPS maior que o escolhido para o corpo; Não fazer tratamentos de pele no verão; Não se esqueça das orelhas, pés e mãos; Ingerir bastante líquidos; Reaplique o protetor solar a cada duas horas ou após os mergulhos, já que a transpiração e a água diminuem a eficiência do filtro solar; Use óculos de sol chapéus e/ou bonés que ajudam a proteger o rosto, lábios e os olhos; Usar protetor labial com fator de proteção. Não deixar de usar fator de protetor solar durante o ano todo e nos dias nublados e com vento, pois esses são os dias que causam piores queimaduras. Não exponha crianças menores de 06 meses ao sol;

 Acima do fator de proteção (FPS) 30, o percentual de proteção sofre uma variação muito pequena, pois o (FPS) 50, por exemplo, a única diferença é que este  fica mais tempo retido na pele, devido a uma fórmula mais estável,  chamada foto estabilidade. 

Ou seja, faz diferença sim o uso de um protetor com fator de protetor solar (FPS) acima de 30, principalmente se a pessoa ficar ao ar livre, em razão da maior permanência do produto na pele.

Ainda no que se referem aos cuidados com a pele destacamos atenção especial aos trabalhadores, àqueles que exercem atividades laborais diretamente expostos ao sol, estes além do uso de filtro de proteção solar (FPS) devem usar de chapéus de abas largas, manter ingestão de água, usar óculos escuros, e ainda devem se proteger com roupas que garantam boa parte do corpo cobertos.

Ter uma alimentação rica em betacaroteno garante uma pele mais saudável e prolonga o efeito do bronzeamento. Intensifique na ingestão de cenoura, mamão, abóbora, espinafre, beterraba, manga e brócolis.

A melhor forma ainda é prevenir, garanta a sua pele saudável neste verão.

Referências

http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/

https://www.tuasaude.com/10-dicas-de-cuidados-com-a-pele-no-verao/http://www.simers.org.br/2016/01/rs-e-o-estado-com-maior-incidencia-por-cancer-de-pele-do-pais/

https://saude.abril.com.br/blog/experts-na-infancia/sol-e-praia-cuidados-para-desfrutar-do-verao/

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/pele_melanoma/definicao

Enfermeira Cristiane Menin - Coren/RS 166585