“A música é meu porto seguro”, afirma Julia do Amaral Antonini, natural de Palmeira das Missões que, aos 13 anos de idade, mostra o seu talento por meio da sua voz.

– Existem mil motivos para eu seguir nessa carreira. Eu amo cantar e isso me faz muito bem, a música é a minha salvação, já sofri muito bullying no colégio, aquelas brincadeiras, risadinhas e afrontamentos que faziam comigo e isso nunca teve fim. Então, a música sempre me fez esquecer de certa forma a tamanha tristeza e baixa autoestima que eu tinha, a música me põe para cima e me traz poder e, principalmente, aconchego, com ela eu consigo me impor e demonstrar tudo o que eu tenho e sinto –, contou Julia. 

Desde pequena, Julia sempre foi muito apaixonada pela música e aos 9 anos, com o apoio total de seus pais, Jane Prestes do Amaral e Fernando Antonini, começou a investir em estudos e participar em concursos municipais e regionais. 

Em 2017, 2018 e 2019 foi campeã do Canto do Barril de Frederico Westphalen. Ainda em 2018, conquistou o primeiro lugar do 4º Cantinho Nativo de Santo Augusto, 3º lugar da Coxilha de Cruz Alta e foi destaque na categoria Piá, no 16º Carijinho de Palmeira das Missões. Em 2019 foi campeã do 1º Regalo Querênci em Erechim, campeã do 4º Mate Canto de Erval Seco e primeiro lugar no Festival de Música da Amzop. Já em 2020, conquistou o título de campeã do 33º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria, na categoria Prenda Mirim; primeiro lugar no Cantinho Estancieiro de Santo Augusto, Festival 11º Canta Tapera, Festival Canta y Encanta de Caxias do Sul e campeã do 2º Festival Talento Nossa Rádio da Rede Nossa Rádio. 

A lista de títulos, entre primeiro, segundo e terceiro lugares é imensa, poderíamos separar uma página inteira apenas para intitular cada participação deste fenômeno da música, que vem conquistando o coração dos gaúchos e agora, de todo o Brasil.

No último domingo, 25, Julia passou pela primeira etapa ao vivo do programa The Voice Kids, transmitido pela Rede Globo. Com a última apresentação reservada, a palmeirense cantou e encantou com a canção “Love of my life”, da banda Queen e conquistou a admiração de todos os jurados que viraram as cadeiras. 

– É uma sensação incrível ver as três famosos cadeiras viradas para você. Foi muito emocionante e indescritível. Já faz mais de um ano que estamos com a pandemia e isso impactou a vida de muitos brasileiros e também da classe artística. Eu trouxe ao palco toda essa carga de emoções e sentimentos e essa realização de estar na próxima fase me enche de orgulho, em poder representar o meu estado e a minha cidade. Na próxima fase não serei apenas eu naquele palco, mas também, todas essas pessoas que tanto estão me apoiando –, mencionou. 

A seletiva para o The Voice Kids 2021 iniciou há um ano, quando Julia gravou um vídeo cantando e se apresentando e enviou para o site do Gshow. Após essa inscrição, foi chamada para a primeira audição, realizada em Porto Alegre, onde passou por diversas etapas, entre elas, entrevistas, gravações e muita conversa com a equipe técnica do programa. “E a felicidade se concretiza somente quando, na última fase, eles entram em contato para a assinatura do contrato”, acrescentou Julia. 

– A Julia, assim como todas as crianças que gostam de cantar, têm o sonho de se apresentar no The Voice Kids, e nós como pais, nos empenhamos em ajudar nossos filhos a realizar os seus sonhos e eu estou muito feliz e cheia de orgulho –, afirmou a mamãe, Jane. 

Julia também compartilha que segue um estilo bem eclético de músicas no seu repertório, mas que a sua felicidade se conecta ao cantar clássicos e rocks antigos, nacionais e internacionais. E isso, podemos perceber nitidamente em sua apresentação. Julia não nos proporcionou apenas um show, ela cantou com amor e se entregou por inteiro em cada canto do palco. Ela virou as cadeiras dos jurados e a chave do nosso coração, literalmente. 

– O meu sentimento é de gratidão, felicidade e muito orgulho, pois a Julia é uma menina encantadora, que por meio do seu canto, leva alegria e esperança as todos que lhe escutam. Para nós, ela já é uma vencedora, pois serve de exemplo e inspiração para muitas crianças –, exclamou o papai, Fernando.
As primeiras linhas já começaram a serem escritas na história da menina, que está pronta para mostrar todo o seu talento para o mundo. 

– Para as próximas fases, reservo muito amor e dedicação, independentemente de resultado, pois eu não estou no The Voice apenas para ganhar, óbvio que será muito bom se isso acontecer, mas o meu objetivo é fazer história, onde quer que eu vá. Todo ano é a mesma coisa, tem o ganhador, o vice e os outros participantes, mas nunca ninguém querendo fazer história e ganhar é somente uma consequência para quem chega para deixar a sua marca. A música é o meu porto seguro, onde eu posso ser quem eu quiser ser, demonstrar e cantar quem eu sou. A música não é só letra e melodia, ela também é sentimento, que pode mover as pessoas de uma maneira inexplicável –, finalizou a menina do sorriso leve, Julia Antonini.