A região do Médio Alto Uruguai possui muitas potencialidades e tem um potencial enorme para crescer mais, em vários sentidos, principalmente o econômico. E um trampolim para que isso ocorra é o fortalecimento do setor educacional. Contamos com quatro universidades de alto padrão de qualidade, uma escola técnica e um Colégio Agrícola. São oferecidos mais de 50 cursos no ensino superior, mais dez pós- graduações, várias opções de cursos técnicos, além dos oferecidos através do método de Educação à Distância (EAD). A gama de oportunidades que a comunidade regional encontra, apenas em Frederico Westphalen, é imensa e muitos municípios gaúchos gostariam de contar com essa força educacional.

No entanto, isso poderia ser impulsionado ainda mais. Em 2011, quando o governo federal anunciou a liberação de mais cursos de Medicina no país, em instituições de ensino federal, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) anunciou que os campi de Frederico Westphalen e Palmeira das Missões poderiam sediar o curso. Desde então, lideranças políticas das duas cidades começaram a discutir para onde iria o curso.

Durante esses encontros, as lideranças de Palmeira das Missões sempre se mostraram mais interessadas que as de Frederico e o resultado disso, foi que Palmeira ganhou o direito, tanto é que há cerca de oito meses tramita no Ministério da Educação documento que solicita a instalação do curso em Palmeira das Missões. 

No entanto, nos últimos meses, lideranças de Frederico Westphalen por meio da Associação Comercial e Industrial (ACI) estão afinando as intenções para trazer o curso para Frederico Westphalen, com a justificativa de que o município terá uma unidade do Hospital Público Regional (HPR) e que essa, ficará pronta antes da unidade de Palmeira. Outro argumento é que Frederico também terá atendimento por meio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que vai abranger sete municípios e, por isso, terá uma carência profissional maior que Palmeira das Missões.