Em encontro ocorrido na manhã desta quinta-feira na Promotoria de Justiça de Frederico Westphalen, empresários de estabelecimentos da região central do município que vendem bebida alcoólica se comprometeram a não entregar recipientes de vidro para clientes que queiram consumir os produtos do lado de fora, como em decks ou calçadas. Isso inclui copos e garrafas de sucos e refrigerantes, não somente de cerveja, por exemplo. Serão dez dias para implementação.

Levando em conta a falta de atualização do Código de Posturas, a medida tem por objetivo principalmente evitar que o vidro seja utilizado como arma em casos de agressões em torno de bares, um problema enfrentado na cidade, explicou o promotor de Justiça João Pedro Togni, que propôs um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a exemplo do que já foi feito com bares e pubs no trecho da rua do Comércio entre os cruzamentos com as ruas Marcílio Dias, Vinte e Um de Abril e Arthur Milani. O descumprimento implica em multa de R$ 3 mil.

Nesta semana, funcionários das secretarias municipais de Meio Ambiente e de Obras instalaram no Centro seis lixeiras para depósito de garrafas no trecho onde foram registrados neste ano casos de agressão. Os latões receberam uma tampa especial, que é cadeada e, assim, somente servidores do setor de limpeza poderão esvaziá-los. Elas são destinadas a pessoas que trazem as bebidas de casa e as consomem em via pública, poluindo calçadas e ruas, explicou o fiscal ambiental Flávio da Silva.

A prefeitura também instalou recentemente placas indicando as implicações da perturbação de sossego.

Leia também: Mau uso de espaços públicos motiva novas regras