“Por muito tempo respirei música o tempo todo, estudava dia e noite tentando ‘tocar bem’ porque era esse o foco. Até que chegou o momento em que percebi que também precisava administrar comercialmente o que fazia. Tudo o que tenho e o que sou hoje, veio por meio da música e por onde eu for isso seguirá comigo”, começou ele, o mestre da música, Jaques Getulio Godoi Pinto.

Para lhe situar, caso você ainda não o conheça, Jaques é músico, cantor e possui o dom dos instrumentos, afinado no violão, na guitarra, violino e no contrabaixo, Jaques respira e inspira no meio musical. 

- Meu pai era músico profissional e proprietário de banda, então, passei toda a minha infância neste meio. Quando ele faleceu, me distanciei por um tempo da música, mas aos 16 anos, minha mãe me deu um violão e foi aí que tudo começou. Depois disso, quando já estava tocando profissionalmente e, conforme os anos iam passando, aprendi a tocar guitarra, aprimorei o canto e, mais tarde, comecei a tocar violino -, contou. 

O rodeiense não se limitou as divisas do município e tão pouco a shows de finais de semana. Há 16 anos, já em Frederico Westphalen, o músico decidiu criar o seu espaço, e surgiu a Compasso Escola de Música. 

- A Compasso nasceu da necessidade de trabalharmos com música também durante a semana, já que nos finais de semana viajava com as bandas que tocava, na época, do ano de 2005. O objetivo era trabalhar com ensino de música de forma individual, ou seja, atendendo apenas um aluno por hora de aula. Como eu já lecionava em outro conservatório, decidi abrir meu próprio negócio e chamei alguns amigos pra trabalharmos juntos. Alugamos uma casa onde haviam 3 salas de aula e a recepção -, compartilhou. 

Durante essa longa estrada de ensinamentos, mais de 2.000 alunos já passaram pela Compasso. Inicialmente, a escola contava com três professores e hoje em dia, engloba sete profissionais, entre eles: o proprietário Jaques, na técnica vocal e violino; Thainá Giehl, violão; Wesley Gulgielmin, guitarra; Lucas da Costa, teclado e acordeon; Camila Tosetto, técnica vocal e violão; André Duarte, violão e contrabaixo; Fernando Jacques, bateria e percussão e Neusa Bortolini, secretária da empresa.

- Nosso ideal é fazer parte da vida cultural de quem passa pela Compasso, não somente com o ensino da teoria e a prática da música, mas na construção da consciência musical do indivíduo, dialogando e apontando o que é realmente relevante para o seu desenvolvimento -, frisou.

Em outubro de 2010, novos objetivos foram traçados e novos estilos foram definidos, com isso, nascia o Grupo Mandy. A banda, formada por músicos que são e já foram professores da escola Compasso. 

- Montamos a banda para atuar na área de eventos, formaturas, casamentos e empresariais. O foco do Mandy é trabalhar basicamente aos sábados, com viagens de, no máximo, 200 quilômetros de FW, com repertório extremamente amplo e valor justo pela qualidade que apresentamos -, afirmou. 

O Grupo Mandy é uma banda que nasceu para valorizar a junção das vozes, os acordes dissonantes e os ritmos bem elaborados. A equipe Compasso, somada ao Grupo Mandy permanecem em constante aperfeiçoamento, tanto em serviços, quanto em equipamentos e tendências, a fim de oferecer sempre o que há de melhor a todos os amigos e clientes. 

- Cultura nas suas mais variadas formas é o que ensina, sensibilidade, foco, disciplina, respeito. Além de estimular todos os sentidos físicos e psíquicos do ser -, finalizou Jaques. 

A Compasso Escola de Música fica localizada na Rua do Comércio, número 575, no Centro de Frederico Westphalen.