O governo gaúcho definiu a população máxima possível de estar presente na 44ª Expointer, confirmada para o período entre 4 a 12 de setembro deste ano, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Conforme o Executivo estadual, será autorizado até 15 mil visitantes por dia na feira. 

O limite de público foi aprovado pela comissão executiva da exposição agropecuária e foi definido a partir dos protocolos sanitários estabelecidos pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) para o evento. Juntos, público externo e interno, corresponderão a cerca de 25% da quantidade de pessoas que costumava circular, em média, nas edições anteriores da Expointer.

– Esta será uma Expointer de negócios – afirma a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti. “Em um cenário de pandemia, conseguimos avançar em relação à edição do ano passado, que ocorreu apenas na versão digital. Agora, vamos novamente nos reinventar, dando oportunidade para que os expositores restabeleçam o contato presencial com o público, dentro de um ambiente totalmente regrado pelas normas sanitárias”, acrescenta Silvana.

A venda de ingressos será feita de forma antecipada, dias antes do evento, somente em plataforma on-line. A gestão da bilheteria ficará sob responsabilidade da empresa vencedora da licitação, que está em andamento. O subsecretário do parque, Gabriel Fogaça, explica que, no momento da compra do bilhete, o visitante terá que responder a um formulário obrigatório e declaratório, informando suas condições sintomáticas de saúde e se comprometendo a cumprir todos os protocolos de saúde previamente determinados durante a sua permanência no parque Assis Brasil.

Público interno e trabalhadores

Para circular no evento, todos os visitantes e o público interno – estipulado em cerca de 10 mil pessoas entre expositores, prestadores de serviço e colaboradores em geral – precisarão observar as regras sanitárias, como uso obrigatório de máscara, além de evitar aglomerações, mesmo em espaços ao ar livre. O valor dos ingressos não sofreu reajustes em relação à feira de 2019, a última presencial. Os bilhetes serão vendidos a R$ 13 e R$ 6 (estudantes e idosos). O estacionamento custará R$ 32 por veículo. Os portões do parque serão abertos às 8h e fechados às 18h diariamente. Nas feiras anteriores, o acesso ficava liberado até as 20h30.

*Com informações do governo do RS