Se você buscava agilidade, praticidade e segurança para se deslocar por Frederico Westphalen, chegou nesta semana mais uma opção, o RYD Brasil, aplicativo de passageiros com taxas reduzidas onde você pode ver, antes mesmo de chamar o motorista, o valor da corrida. O melhor, aqui em Frederico Westphalen ela custa em média R$ 8,50.

O RYD é um aplicativo que funciona nos mesmos parâmetros do Uber. Atualmente, a ferramenta é executada em vários países, e no Brasil já está no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, sendo o primeiro a chegar a nossa região. “Identificamos algumas cidades-polo que ainda não têm nenhum aplicativo, pa ra começar a operar. Frederico Westphalen é a primeira da região, mas já temos prospecção de começar a trabalhar também em Palmeira das Missões e Sarandi, com o tempo expandindo para o interior e as demais cidades no entorno. Acreditamos que conforme as pessoas vão conhecendo, vai aumenta ndo a dema nda e também a oferta do serviço. Vemos a região como muito prom issora , sem contar que Frederico não tem transporte coletivo”, explicou o supervisor do App na região Sul do país, Lucio Lopes.

O supervisor explica que apesar de funcionar, em princípio, para chamadas somente no perímetro urbano de Frederico Westphalen, o passageiro escolhe o destino e o motorista leva, podendo ser inclusive pa ra outras cidades. “O que acontece é que, inicialmente, os motoristas têm o aplicativo como uma renda extra e acabam ofertando o serviço somente nos momentos em que não estão no outro trabalho. Sempre no início da plataforma em uma região terá horários que terá uma maior demanda e horários com maior disponibilidade de motorista. Temos a experiência de outras regiões que logo de início será mais complicado conseguir um motorista em alguns horários, mas com o passar do tempo o motorista saberá os horários de maior rendimento na região”, salientou.

Hoje o app já conta com dez motoristas cadastrados e mais de 120 usuários na cidade, porém, a estimativa é de que a cidade compor te até 30 motoristas nessa primeira etapa de implantação. “No momento temos somente a categoria popular, a ideia é posteriormente implantar o motos/delivery atendendo uma demanda de lanchonetes e restaurantes. Isso é gradativo conforme vai aprimorando e desenvolvendo se agrega os outros serviços”, disse. A plataforma está disponível somente para Android, mas em breve também deverá ser disponibilizada para o sistema iOS.