O salão de atos da URI*, em Frederico Westphalen, sedia no próximo dia 27 de abril a 1ª Jornada sobre Autismo no município. Promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, o evento começa às 8h30, se estendendo até o fim da tarde, e visa esclarecer principalmente a trabalhadores da área da educação – das redes pública e privada – informações sobre o transtorno, como o que é, causas, características comportamentais, dificuldades, agravantes, além de casos da vida cotidiana de pessoas com autismo e suas famílias.

Palestrarão na oportunidade, representantes da Associação Pandorga de São Leopoldo, Heidi Kirst e Nelson Kirst. A instituição surgiu em outubro de 1995, quando sua fundadora, com a ajuda de uma educadora auxiliar, acolheu duas crianças autistas em dependências anexas de sua própria casa. Com o passar do tempo, o trabalho se expandiu também para atividades de apoio a famílias, consultoria externa e eventos voltados à disseminação de conhecimentos.

Com base em levantamento feito em escolas na cidade, a estimativa da Smec é de que existam 50 alunos com autismo, no entanto, conforme a assistente social Graziella Damo Fontoura, que participa da organização da jornada, os diagnósticos ainda estão sendo fechados. “A ideia é, posteriormente, selecionar pessoas que se capacitem em São Leopoldo e atuem aqui como multiplicadoras, para formar uma equipe multidisciplinar e uma rede de apoio”, explicou.

Quem tiver interesse em participar pode se inscrever com antecedência no site da Associação Pandorga.

*O local inicialmente divulgado havia sido o auditório da Escola Cardeal Roncalli, mas diante do alto número de inscritos, foi alterado para o salão de atos da URI.