Se teve um tema que ganhou pouca repercussão durante a pandemia foi o futsal feminino. Assim como diversas outras, as competições foram canceladas e as jogadoras tiveram que buscar alternativas para seguir o sonho de conquistar títulos. É o caso da goleira Cláudia Kurek, de Vicente Dutra.

Aos 30 anos, Cláudia já é muito conhecida na região, não apenas pelas defesas, mas também pelos gols que marca onde passa. Com passagens pelo Guarani e Cometa/Rodeio Futsal, Cláudia é formada em Química Industrial e Agronomia e atua como expansionista na JBS. Ela afirma tratar o futsal como “hobby”. Se ela atua apenas por diversão, imagina se fosse para valer! A goleira considera a temporada em 2020 curta, porém, muito proveitosa.

– Disputei alguns campeonatos, principalmente, os que começaram em janeiro e fevereiro. Estava disputando o regional de Marau, defendendo a equipe de Serafina Correia. Estávamos em primeiro da Chave e encerrou na fase das semifinais. Estava também participando do campeonato Super Colono/Sicredi de Tenente Portela, defendendo a equipe de Vista Gaúcha, mas também encerrou nas fases finais – explicou.

Foi em Santa Catarina, que ela conquistou mais um destaque na carreira. Em agosto, Cláudia participou de um amistoso e, devido a sua atuação, foi convidada para disputar a Liga Catarinense de Futsal, da Serra Alta-SC. O término não poderia ser melhor, a equipe faturou o título e Cláudia, o prêmio de defesa menos vazada. As atuações renderam um novo convite, desta vez em solo gaúcho, no Liverpool FF, de Passo Fundo. “As expectativas são boas. É uma equipe relativamente nova, mas tem se esforçado muito para fazer o futsal feminino e isso deve ser valorizado”, afirmou a goleira. A previsão para 2021 é que, além da Série Ouro de Futsal Feminino, o time de Passo Fundo também dispute a Copa do Brasil da modalidade.

O elenco do novo clube já está sendo formado e deve contar com reforços significativos, afinal, segundo Cláudia, atletas que estiveram na ACBF, de Carlos Barbosa e na Seleção Brasileira de Futsal estarão no grupo de jogadores para a nova temporada. “É um grupo bem forte e experiente, conta com algumas meninas que jogaram no exterior e várias meninas que se destacam de outras cidades”, explicou.

Mesmo diante de um momento de incertezas quanto a realização do esporte, Cláudia faz questão de mandar um recado para aquelas que têm o desejo de seguir os seus passos. “Nunca desistam dos seus sonhos, lutem, busquem, pois oportunidades não acontecem, nós que as criamos. Acreditem sempre no seu potencial, e procurem sempre melhorar um pouco a cada dia, coisas grandes começam a acontecer!”, disse.

As competições ainda não possuem datas definidas, no entanto, se você se acostumou a ver a goleira debaixo das traves da região, fica a dica: não se surpreenda se tiver novos troféus nas prateleiras de Vicente Dutra.