O Governo Federal reconheceu o decreto de emergência emitido pelo município de Palmitinho devido à estiagem que afeta todo o território rural causando perdas que atingem as cerca de 4.500 pessoas que residem em comunidades do interior. O reconhecimento foi publicado no Diário Oficial da União na terça-feira, 5), através da portaria Nº 31/2022, assinada pelo secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves. No mesmo, o decreto já havia sido homologado pela Defesa Civil Estadual.

O coordenador da Defesa Civil municipal, José Luiz Queiroz, relata que o reconhecimento ocorre após um amplo trabalho de levantamento de informações e de perdas ocasionadas pela estiagem que volta a castigar o município. Ele relata que os estragos afetam as cerca de 4.500 pessoas que residem na área rural, atingindo principalmente a produção de milho e a produção leiteira.

O secretário municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Cleber Luís Sponchiado, destaca que o município vem trabalhando de forma incansável para atender às famílias afetadas. “O trabalho ocorre em uma parceria com a Secretaria Municipal de Obras, o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), a Defesa Civil e a Emater/RS-Ascar, com o envolvimento de nossos servidores em um árduo de até 14 horas diárias de trabalho a fim de atender nossas famílias”, relata o secretário.

As principais ações para atender as famílias ocorre com o transporte de água potável, o auxílio de máquinas para a produção de silagem e a abertura e limpeza de açudes e poços. Segundo Queiroz, o reconhecimento da União permite que o município possa pleitear, nas próximas semanas, auxílio governamental para atender às famílias afetadas. As liberações vão desde cestas básicas até recursos para locação e aquisição de veículos e equipamentos para atender os atingidos.