O Grêmio vencia o seu jogo de salvação até próximo dos 40 minutos do segundo tempo, quando Renato Augusto esfriou as esperanças gremistas de evitarem não jogar a Série B do brasileirão em 2022.

O Grêmio começou o jogo com personalidade. Adiantou a marcação, tomou conta da bola, girou as peças e tentou agredir o adversário. O Corinthians, mais retraído, teve dificuldades em atacar. Buscou explorar os lados e, desta forma, foi crescendo aos poucos.

O Grêmio viu nascer um problema: com 15 minutos, já tinha Kannemann e Rafinha amarelados. Aos 17, Róger Guedes teve chance de abrir o placar, mas cabeceou torto. Campaz respondeu dois minutos depois, também para fora. O Tricolor voltou a se assentar em campo e retomou o ímpeto inicial. Ameaçou com chute muito perigoso de Ferreira, aos 30. E viu o Timão responder com ainda mais perigo: Willian recebeu de Renato Augusto e bateu colocado, na trave (a arbitragem marcou impedimento, mas ele parecia em posição legal).

Os ataques de lado a lado acabaram resultando em gol aos 38. E foi para o Grêmio. Xavier saiu jogando errado. Ferreira, pela esquerda, cruzou para Diego Souza, que viu Fábio Santos passar reto pela bola, recebeu de frente para o gol e desviou de Cássio: 1 a 0.

Mesmo com a equipe gremista conseguindo manter o bom resultado, um golaço de Renato Augusto, aos 40 minutos do segundo tempo, decretou o empate por 1 a 1 entre Corinthians e Grêmio.

Com o resultado, o Grêmio torce por resultados paralelos. Se Juventude e Cuiabá vencerem seus jogos nesta segunda-feira, 6, contra São Paulo e Fortaleza, respectivamente, a equipe gremista não conseguirá mais sair da zona de rebaixamento.

Mas, caso alguma das equipes ou ambas percam ou empatem, o tricolor gaúcho chega vivo na última rodada e pode conseguir evitar o rebaixamento.