Cruzeiro e Internacional começam a decidir, nesta quarta-feira, quem avança à decisão da Copa do Brasil. A bola rola para o primeiro confronto entre mineiros e gaúchos a partir das 21h30 (de Brasília), no Mineirão. A partida de volta pelas semifinais da competição será no dia 4 de setembro, no Beira Rio, em Porto Alegre, também às 21h30.

A classificação para a final vale, também, um bom reforço no caixa. Este ano, o campeão ficará com prêmio de R$ 70 milhões, enquanto o vice garantirá R$ 20 milhões. Mandante do jogo, o Cruzeiro passa por momento delicado. O time conquistou apenas uma vitória nas últimas 17 partidas. No Campeonato Brasileiro, são 10 rodadas sem vencer, o que fez o time entrar na indesejado Z-4. A equipe não marcou nos últimos sete jogos.

O Inter ainda não venceu como visitante no Brasileiro, mas está vivo em todas as competições que disputa. Ocupa o sexto lugar no Nacional, está nas quartas de final da Libertadores e ainda na Copa do Brasil. Passa por um bom momento na temporada.

O Cruzeiro do Técnico: Mano Menezes, escondeu toda a preparação para a partida. A dúvida fica por conta do setor ofensivo, que não marca há sete partidas. Thiago Neves pode ser a alternativa a ser tirada do time. Sassá pode ganhar uma chance. Na lateral esquerda, fica a dúvida se joga Egídio ou Dodô. Pressionado, Mano busca um bom resultado para se manter firme, após deixar o cargo à disposição no último domingo. Rodriguinho (recuperando de cirurgia na região lombar) e David (suspenso), estão fora. Os pendurados são Egídio e Robinho

Já o Internacional do Técnico: Odair Hellmann, como de hábito, optou pelo mistério e não divulgou a escalação colorada. A dúvida, no entanto, está sobre o retorno de Rodrigo Lindoso. O volante recupera-se de uma entorse no tornozelo esquerdo. Caso seja vetado pelo departamento médico, Rithely permanece como o protetor da defesa. Sem D’Alessandro, suspenso, Rafael Sobis formará o trio ofensivo com Nico López e Paolo Guerrero.

O Colorado deverá ir à campo com; Marcelo Lomba, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Bruno, Uendel, Rodrigo Lindoso ou Rithely, Edenílson, Patrick, Nico López, Rafael Sóbis e Guerrero.

Rodrigo Dourado, D’Alessandro, Matheus Galdezani, Emerson Santos e Roberto, seguem fora. Já Nonato e Nico López estão pendurados.

Luiz Flávio de Oliveira apita, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Danilo Ricardo Simon Manis, todos de São Paulo. O árbitro de vídeo será Braulio da Silva Machado, de Santa Catarina. Todos são FIFA.

*GE