A melhoria da qualidade de vida das famílias rurais que buscam alternativas para empreender, especialmente, por meio das agroindústrias, é uma realidade que tem ganhado força na região do Médio Alto Uruguai. Recentemente, mais dois empreendimentos ganharam seu espaço em Palmitinho. Tratam-se da Sul Ovos, localizada na Linha Caldeirão e da AveLivre, na Linha Lajeado Leão.

Ambas as histórias são parecidas, já que as famílias mantinham a produção de ovos para o consumo próprio e, a partir disso, resolveram trabalhar para comercializar o produto excedente. A busca pela legalização, desde 2019, contou com o apoio da Agência de Desenvolvimento do Médio Alto Uruguai (Admau), e começou antes mesmo da orientação dos produtores, com a implantação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) de Palmitinho.

– A Admau tinha contrato com o município, porém, vendo a dificuldade das agroindústrias em dar as respostas que a inspeção exige e também para arcar com os custos pelo trabalho de um responsável técnico qualificado, devido ao porte dos empreendimentos e por estarem iniciando suas atividades, nós disponibilizamos, de forma gratuita, este profissional pelo período inicial. O trabalho da Admau foi desde o registro das aves na inspetoria veterinária, organização da planta das agroindústrias, análise dos rótulos, até a liberação do título de registro dos estabelecimentos, em consonância com o trabalho da Secretaria de Agricultura do município e a Emater –, explica o assessor executivo da Admau e coordenador do Departamento de Inspeção da agência, Marco Antonio Garcia.

As agroindústrias

Ambas as estruturas físicas das agroindústrias possuem 39m2, e são divididas em recepção, classificação e ovoscopia, embalagem e expedição, além do aviário. A Sul Ovos tem os produtores Mateus Bonifácio e Josiane Carvalho como proprietários, e conta com 1.000 aves no sistema de gaiolas, com uma produção mensal média de 2 mil dúzias. Já a AveLivre, do produtor Evandro Kusller, tem 500 aves em sistema livre, com acesso ao pasto. As duas agroindústrias estão habilitadas a comercializar no município de Palmitinho.

Além destes dois empreendimentos, a região também conta com outras duas agroindústrias de ovos caipiras, a Tradição Caipira, de Frederico Westphalen e em Gramados dos Loureiros, pioneira, iniciando seus trabalhos há pouco mais de três anos, com 1.000 aves, e contabilizando hoje, 10 mil aves.

– Já são oito anos de funcionamento da Admau. As coisas não acontecem da noite para o dia, e todos esses avanços que a região vem tendo só se viabilizam pela soma das forças das entidades envolvidas no processo, sem disputas de vaidades, cada uma contribuindo com aquilo que está no seu DNA de atividades. Esse entendimento é que potencializa os resultados e destacou nossa região no que tange as agroindústrias – finaliza Garcia.