A Administração de Frederico Westphalen está, mais uma vez, fazendo reformas no prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Desta vez, o investimento de R$ 20.293,74 está sendo utilizado para reparos na estrutura física. A empresa Rinnovare Construções Ltda é a responsável pela obra, que deve ser concluída em 20 dias, de acordo com a Administração.

O secretário de Administração Luiz Paulo Franken disse que esta é a primeira reforma externa realizada pela atual Administração e que vários problemas foram constatados no prédio, exigindo o reparo antes da abertura da unidade. Em março, a Administração anunciou que alguns ajustes estavam sendo feitos na parte interna da unidade. “A UPA encontrava-se com vários problemas físicos, como infiltração de água, mofo nos móveis e paredes, parte do telhado quebrado, sem alvará dos bombeiros, sem energia elétrica, e foram roubados vários itens externos, por isso a necessidade de realizar todos esses reparos, para posterior encaminhamento da documentação junto à Secretaria Estadual de Saúde e consequentemente Ministério da Saúde”, salientou.

Franken reafirmou ainda que a intenção da Administração é abrir a unidade o mais breve possível. “Pretendemos abrir a unidade nos próximos meses, mas para isso precisamos finalizar os reparos, e então iniciar o processo de contratação dos profissionais, o que também ocorrerá nos próximos dias”, afirmou o secretário.

O município possui cerca de R$ 1,163 milhão depositados em uma conta específica para a manutenção da UPA. De acordo com a Administração, apesar de ter sido liberada, a flexibilização do serviço, com equipe e atendimento reduzidos, a ideia é que a UPA de Frederico Westphalen funcione 24h por dia, sete dias da semana, com dois médicos em cada turno.

Apoio da AMRIGS

A Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), por meio do presidente Alfredo Floro Cantalice Neto, afirmou em artigo, divulgado esta semana, que a associação como entidade representativa tem a missão de seguir lutando por ações em prol da saúde e a abertura das nove UPAs (Três Passos, Frederico Westphalen, São Borja, Santo Ângelo, Ijuí, Guaíba, Panambi, Santa Vitória do Palmar, Carazinho, Farroupilha, Alvorada, Esteio, Cachoeirinha, Osório e Taquara) será uma das bandeiras defendidas pela entidade em  prol do bem da sociedade.

Dados do governo federal apontam que nas localidades que contam com UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade, sem necessidade de encaminhamento para os hospitais.