Quem disse que mulher é o sexo frágil? Além de gerarmos uma vida, ainda podemos fazer isso malhando! Os benefícios são muitos, além de prevenir as dores que a sobrecarga de peso causa nas articulações, quem se exercita durante a gestação tem mais facilidade na hora do parto porque os músculos estão mais preparados para aguentar a pressão. Mas vamos com calma! Toda atividade física tem suas limitações, por isso, é importante o acompanhamento de um profissional capacitado, nada de querer dar uma de diva fitness. Nesse momento precisamos ter cuidado redobrados!

Fases

É importante salientar que cada trimestre da gestação tem suas peculiaridades e, dessa forma, cada fase pede um estilo diferente de treinamento.

1° trimestre

Apesar de os últimos meses da gravidez limitarem os exercícios, devido ao tamanho da barriga, o começo é ainda mais delicado. Não são indicados exercícios de alto impacto ou que elevem muito a frequência cardíaca da gestante. Exercícios de musculação durante a gestação não devem ter o objetivo de emagrecer ou aumentar massa, mas sim condicionar o corpo a não sentir tantas dores e evitar o sedentarismo.

2° e 3° trimestre

Com a formação mais avançada do bebê, estão liberados exercícios um pouco mais intensos, lembrando sempre que cada gestação é única e que a avaliação médica é necessária.

Realizar exercícios durante a gravidez, além de impedir que você fique presa aos quilinhos extras depois do parto, ainda prepara o corpo para o dia D. Com acompanhamento de profissionais capacitados e os exercícios ideais, você passará por esse momento com menos dor.

De volta ao velho e bom jeans

Seu bebê nasceu, mas você ainda não sente o corpo mais leve: a barriga está grande, a pele está flácida, mas vamos com calma! Não adianta sair do hospital e ir direto para a academia, é preciso respeitar os processos. Nós sabemos que não é fácil cuidar do próprio corpo quando há um bebê lindo precisando da gente para mamar e dormir, mas é importante não desistir dos exercícios.

Se você optou pela cesariana, é necessário se poupar por um tempo maior do que quem optou pelo parto normal sem complicações. Antes de voltar às atividades físicas, pergunte ao seu médico se você está liberada para realizar exercícios físicos. Enquanto isso, a amamentação será sua aliada contra a balança.

Sobre a profissional

Juliana Marazini Torriani é sócia-proprietária da Estação, fisioterapeuta formada pela UFSM e pós-graduada em fisioterapia hospitalar e terapia intensiva pelo Hospital Moinhos de Vento/POA. Tem formação em Pilates, pela Escola Brasileira de Pilates, formação em treinamento funcional pela BPRO/CORE 360, formação em FMS e formação em Isostretching por Bernard Redond