Morreu, na madrugada deste sábado (12), o ex-vice-presidente da República Marco Maciel, aos 80 anos. O político pernambucano estava internado em um hospital de Brasília por complicações da doença de Alzheimer e teve falência múltipla de órgãos.  

Em março, ele foi diagnosticado com a covid-19, recuperou-se da infecção e chegou a receber a segunda dose da vacina em maio.

Marco Maciel, um dos fundadores do antigo PFL, foi vice-presidente durante os dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso, entre os anos de 1995 e 2002. 

Também foi deputado estadual e federal, governador de Pernambuco, senador e ministro da Educação. Presidiu a Câmara dos Deputados de 1977 a 1979. Na década de 80, ocupou o cargo de ministro-chefe do Gabinete Civil da presidência de José Sarney.   

Formado em Direito, era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) desde 2003, com a cadeira de número 39, na sucessão de Roberto Marinho. 

Ele deixa a esposa, Anna Maria Ferreira Maciel, e três filhos — Gisela, Maria Cristiana e João Maurício. De acordo com informações da Folha de Pernambuco,  o enterro deverá ocorrer na capital federal, em cerimônia restrita a familiares, devido às restrições da pandemia.

GZH