Quando assumiu o governo de Tenente Portela, uma das primeiras ações do prefeito Rosemar Sala foi se inteirar de todas as obras que a gestão anterior deixou em execução ou licitadas. Entre os processos, estava o que previa a reforma do Centro de Cultura Aurélio Porto. A licitação estimava um investimento de R$ 382 mil. A autorização para o início dos serviços foi feita em 28 dezembro de 2020, uma semana depois da homologação e três dias antes do encerramento do mandato, em um dos últimos atos da antiga gestão.

No primeiro mês do novo governo, como a empresa ainda não havia dado início à obra, Rosemar Sala determinou a suspensão do contrato. A formalização amigável da rescisão aconteceu no dia 28 de janeiro. O principal motivo foi de que o projeto contemplava apenas parcialmente a reforma e adequação. Caso fosse levado adiante, parte significativa da estrutura ficaria de fora, ou seja, muito em breve uma nova intervenção teria que ser feita.

Novo projeto

Cumprido todos os trâmites legais, agora o Departamento de Engenharia da Prefeitura está trabalhando na elaboração do novo projeto. No último dia 13, Rosemar Sala, acompanhado da primeira-dama e secretária de Políticas Estruturantes e Zeladoria, Salete Bettio Sala, e do engenheiro Ronei Pöerch, visitou o Centro de Cultura. O prédio está com a sua ocupação limitada. O auditório, por exemplo, está totalmente interditado.

Para o prefeito, este espaço público merece uma atenção especial pela sua importância histórica para o município. “Uma revitalização por completo precisa ser feita e é isso que faremos”, salientou. Ele acrescenta que o aporte financeiro será maior, pois a obra também será mais ampla. “Os recursos a serem investidos já estão devidamente reservados e não comprometerão em hipótese alguma nenhuma outra área prioritária”, acentuou o prefeito.

A nova licitação deverá ser lançada em breve, com início das obras ocorrendo em meados do segundo semestre.

*Com informações da Ascom Prefeitura