Se você não sabe o que é ecodoppler de carótidas, vamos partir do início: carótidas são o nome das artérias do pescoço e ecodoppler refere-se à tecnologia de geração de ondas sonoras utilizada para detectar se há alguma alteração nessas artérias.

– O ecodoppler de cartótidas é um procedimento que utiliza ultrassom para detectar coágulos sanguíneos, placas de gordura e outros problemas de fluxo sanguíneo nas artérias carótidas. As artérias carótidas são localizadas no pescoço. Elas fornecem sangue ao cérebro –, explica o cardiologista, Dr. Alex Pretto, da ImagemCor.

O médico detalha que o teste é feito em uma sala com pouca luminosidade, utilizando um aparelho de ultrassonografia. “O paciente será solicitado a deitar em uma maca, e sua cabeça será apoiada para impedir que ele se mova. O médico, então, aplica um gel hidrossolúvel em sua pele e posiciona delicadamente um transdutor sobre a área das artérias carótidas, no pescoço. O dispositivo emite ondas sonoras de alta frequência para as artérias do pescoço e o gel ajuda a transmití-las. Estas ondas atingem os vasos sanguíneos e retornam, formando imagens de sua estrutura”, informa.

Preparo

• Uma preparação especial não é necessária. O teste é não invasivo e indolor.

Indicação

• Avaliação do risco cardiovascular (através da aferição da medida do complexo miointimal – IMT);

• Pesquisa de estreitamento das artérias (estenose);

• Pós-acidente vascular cerebral (derrame);

• Pós-ataque isquêmico transitório (AIT);

• Episódio de amaurose  fugaz;

• Outras causas de obstrução nas artérias carótidas;

• Investigação de um sopro sobre as artérias carótidas no pescoço;

• Acompanhamento após um teste anterior;

• Estratificação de risco e pesquisa de aterosclerose.

Imagem mostrando placa dura (rica em cálcio) de superfície irregular antes da bifurcação da carótida comum:

 

Imagem de placa mole, hipoecogênica, rica em colesterol no na parede posterior da carótida comum esquerda: 

 

Imagem da bifurcação carotídea em ramo interno e externo:

 

Presença de trabeculado dentro da porção distal da carótida comum e início do ramo interno corresponde a stent com sinais de perviedade: