Mineira, natural de Belo Horizonte, Miriene Santos de Paula Vieira completa 35 anos no dia 31 deste mês, mas no auge de sua juventude, não deve ter imaginado que o destino lhe reservaria como morada o Sul do país. Com riso fácil e energia leve, Miriene tem como pilar de sua construção pessoal a fé e a determinação como braço direito. 

De auxiliar de vendas, ela passou a ser uma das franqueadas da maior rede de óticas do país, as Óticas Diniz. Com quatro lojas no Noroeste da região Sul, o negócio segue em ritmo de expansão: outras seis lojas já estão sendo projetadas.

Construindo o caminho 

e engana quem pensa que a vida de empreendedor é fácil. Miriene construiu seu nome de carreira junto da marca que representa a maior rede de varejo óptico nacional, com atuação no mercado brasileiro desde 1992. 

Tudo começou quando ainda trabalhava em uma franquia de perfumaria e a supervisora da Diniz, que na época tinha aberto três unidades em Belo Horizonte, se tornou sua cliente e amiga. “Eu achava sensacional a forma como eles tratavam os colaboradores. Ela ia à loja comprar as premiações para o time e escolhia tudo com muito carinho para cada um deles”, relembra Miriene. 

Foi nessa época, em 2003, aos 19 anos, que surgiu a oportunidade de ser uma das colaboradoras da empresa e ela não pensou duas vezes. Foi contratada como auxiliar de vendas e em quatro meses já havia sido promovida a vendedora. Dois anos após, mais uma conquista: foi promovida a gerente. Dali foi apenas um passo (ou melhor, vários e com muito esforço) para novas conquistas. 

Mesmo antes de ser promovida, a jovem já tinha planos e metas bem estabelecidas, característica que, segundo ela, foi uma das responsáveis por ajudar a conquistar o que almejava. “Desde quando eu entrei sabia o que queria. Eu sabia que seria uma franqueada das Óticas Diniz. E esse sonho que era meu se tornou também do meu marido”. 

Perto de completar sete anos junto da loja de Belo Horizonte, mais uma oportunidade: assumir como supervisora nacional da franquia. Ela era responsável por supervisionar toda a região Sul, Sudoeste e Centroeste do Brasil. “Onde a Diniz abria uma loja eu ia para liberar a inauguração, realizar treinamento de equipe e acompanhar os franqueados. Quando assumi como supervisora, a Diniz já possuía quase 500 lojas. Quando eu saí, nós já estávamos próximos das 1000 lojas, pude acompanhar o processo de expansão”, explica Miriene. 

Durante esse tempo, ela teve o privilégio de acompanhar de perto o trabalho do presidente e fundador da empresa, Arione Diniz, e do vice-presidente, Francisco Vidal. Miriene agora faz parte de um grupo de 10 franqueados que são conselheiros do Diniz para a mudança de layout da marca, que logo irá ocorrer. “Posso dizer que eles são meus maiores mentores, verdadeiros professores”, conta.  
 

A virada de chave

Foi em uma viagem de trabalho, mais precisamente na inauguração da loja da futura cunhada (fato que na época ela ainda não sabia), em Chapecó, que o espírito empreendedor de Miriene falou mais alto. Ela treinou a equipe da cunhada, que incluía Paulo César Gomes Vieira. Ali eles se conhecerem e 15 dias depois já estavam noivos! Viajaram até Belo Horizonte para oficializar o pedido junto dos pais e em sete meses se casaram. 

Oito meses após o matrimônio, Miriene sabia que tinha chegado a hora de ser uma franqueada. Conversou com o próprio Diniz, que incentivou o casal, e dali o negócio só cresceu. Hoje, completando cinco anos como franqueados, os dois abriram sua primeira loja em Santa Rosa, ainda em 2014. Seis meses depois veio a segunda, em Ijuí, pouco mais de um ano em Santo Ângelo e agora, desde maio, estão também em terras frederiquenses. Outras seis lojas já estão sendo projetadas e serão implantadas em outras cidades.

— Nós não paramos nunca, estamos em constante evolução. Acho que esse é um erro de muito empreendedores: ter um objetivo, alcançá-lo e descansar, ficar na zona de conforto. Não pode, temos que continuar buscando a evolução, aprimorando o trabalho e buscando mais, a Diniz é um exemplo disso —, pontua. 

E Miriene também! Desde sempre teve em mente que buscar formação e conhecimento é imprescindível para fazer qualquer negócio dar certo, assim como ter uma equipe bem estruturada. “Eu não faço nada sozinha. Nosso capital são as pessoas e mesmo diante das crises, é fundamental não deixar de acreditar que as pessoas vão lhe ajudar a chegar onde você quer. Além disso, nós nunca tivemos uma visão de que cresceríamos sozinhos. Eu cresço, minha vendedora cresce, minha caixa, todos. Temos uma caixa que está se formando como técnica óptica, gerente que entrou como auxiliar de vendas e construiu a casa própria, líderes que compraram carro 0 km, que pagaram a casa e estão realizando o sonho de casamento, recepcionista que trouxe chave de carro e vem mostrar pra gente. Enfim, nós vamos crescer, mas todos vão crescer junto. Não posso pensar que vou ter sucesso e quem está ao meu lado não”, frisa Miriene.

Mesmo diante do cenário de instabilidade econômica e política do Brasil, como empresária, Miriene acredita que são nesses momentos que outras oportunidades surgem, basta mudar a maneira como olhamos as coisas. 

—Esses são os momentos em que a gente pode criar, diante de qualquer desafio tem uma grande oportunidade. Se a gente olhar pra isso com os olhos que não vai funcionar, não vai mesmo. A dica é tirar o foco do que é ruim e olhar para o objetivo. Quando você tem um objetivo muito bem traçado é muito mais fácil. Se você não sabe pra que lugar quer ir, qualquer lugar serve. Se eu sei onde quero chegar, se minha visão está alinhada com  meu time, com a visão que nós temos, é muito mais fácil, você não vai olhar pra crise, vai olhar para o que você precisa fazer  para chegar onde você quer—, aconselha.

A Diniz em Frederico 

Confiando no potencial de uma cidade interiorana aos olhos de alguns, mas com vertentes empreendedoras para muitos, o casal inaugurou a primeira Ótica Diniz em Frederico Westphalen. “Acreditamos muito no potencial da cidade. Vejo que Frederico tem muito potencial para crescer e se desenvolver na região, principalmente como um polo regional”, afirma. 

Para quem busca o sucesso, a dica é: sempre se desafie a fazer algo melhor!

— Nem todos serão empreendedores, mas seja o que quer que você faça, se você fizer isso com amor e dedicação, você terá sucesso. Sucesso não é ter dinheiro, sucesso é fazer o que se gosta de fazer. Dinheiro é consequência do sucesso—, observa Miriene. 

Por algum tempo, a empresária diz ter errado por achar que a vida girava em torno do trabalho. Hoje ela busca um equilíbrio em todos os aspectos da vida, ainda mais agora, com a chegada de um novo integrante na família: Miriene e César estão à espera de um bebê.

— A ótica é a concretização de um sonho e hoje uma missão, porque impactamos vidas através do nosso negócio, quase 30 colaboradores e suas famílias são impactadas por meio do trabalho que temos aqui. Nós realizamos um sonho e entendemos a missão que nós temos—, finaliza.

Para você, ser Bella é?

A maior beleza que está em nós é quando você descobre a sua verdadeira origem. Foi quando eu descobri quem eu verdadeiramente era, onde eu fui eleita, quando você descobre sua essência verdadeira. E posso lhe dizer, eu descobri isso quando descobri Deus