No projeto foi priorizada a visão da parte frontal da casa, com a fachada de vidros onde está localizado o salão de festas. A arquiteta responsável, Rosana Monteiro, destaca que o diferencial deste ambiente é a projeção dele como o primeiro cômodo ao entrar na residência, fugindo do tradicional quiosque ao fundo do terreno.

A casa foi pensada em uma especialidade do casal: receber amigos. O ambiente é semi- integrado, assim, ao fechar a porta, é possível não ter acesso direto aos outros cômodos da casa, evitando o barulho e o contato com os convidados. 

Para elaborar o projeto, a arquiteta valorizou a personalidade dos proprietários (Remi e Vivi), os quais, desejavam um ambiente espaçoso e aconchegante, para diversão, jogos e socialização. 

Um ambiente amplo com cozinha, mesa de sinuca e mesas para jogos de carta. Neste caso, a versatilidade dos detalhes é predominante, tornando as mesas de jogos e mesas de jantar.

O salão de festas apresenta elementos rústicos aliados a detalhes modernos. Compondo cores e tons que proporcionam um ambiente elegante, como couro e amadeirados, unindo tons terrosos e destacando o vermelho em diversos detalhes.

Na bancada da cozinha, um espaço com banquetas para degustar drinks, enquanto preparam uma comida para amigos e familiares.

A iluminação proporciona um ambiente discreto, charmoso e aconchegante, com lustres requintados e pendentes arrojados.

Um fogão à lenha e uma churrasqueira que possibilitam cozinhar pratos variados, visto que o cliente prioriza a diversidade de possibilidades culinárias. Combinando comida boa a um bar com muitas bebidas.

Colaborou: Valéria Mulinari, arquiteta e funcionária do Jornal Folha do Noroeste.