O desenvolvimento de atrativos turísticos em Ametista do Sul tem ganhado impulso nos últimos anos, agregando opções variadas para quem visita o município. Paralelamente à instalação de novas oportunidades, outros projetos seguem em fase de elaboração, o que promete um futuro promissor para o segmento, a médio e a longo prazo.

Uma novidade apresentada na última semana ao poder público é o projeto de um teleférico turístico em Ametista do Sul. O encontro ocorreu no auditório da prefeitura, contando com a presença do prefeito, Jadir Kovaleski; do presidente da Câmara de Vereadores, Josias Marques; secretários municipais e empresários do setor do turismo.

Conforme explica o empresário Gildo Brito, do Grupo Fred, uma das empresas parceiras na elaboração do projeto, a ideia vem sendo trabalhada há cerca de dois anos. Neste tempo, um estudo foi realizado identificando as potencialidades turísticas do município, e concluiu-se que existem condições econômicas para implantação de um meio de transporte que, ao mesmo tempo, seja uma atração turística.

– Contatamos com empresa da Áustria, considerada uma das melhores e maiores do mundo neste segmento, que fez o estudo e entendeu que há viabilidade econômica para a implantação do teleférico no local que havia sido pré-definido –, detalha o empresário.

Parcerias

Para implantação do projeto, de acordo com Gildo, estão sendo estabelecidas parcerias com o poder público e com outros empresários do município. Uma das necessidades será a elaboração do Plano Diretor de Ametista do Sul, legislação que estabelece regras, parâmetros, incentivos e instrumentos para desenvolver a cidade, no que diz respeito ao uso e ocupação do solo e das edificações, bem como medidas de atendimento à população, como educação, saúde, segurança, higiene, habitação e transporte.

– Buscamos parceiros, empresários, como o Valmor Fronza, do Ametista Parque Museu, e a partir daí começaram os estudos de viabilidade para implantação do equipamento. A partir do resultado positivo da avaliação, uma equipe multidisciplinar começou a trabalhar junto com o poder público, e estamos ainda trabalhando, porque depende de um pré-projeto de um plano diretor, para que possa ficar contemplada essa expansão para a área onde será instalado o teleférico –, complementa.

A previsão é de que o teleférico turístico tenha cerca de 1.500 metros de extensão e seja instalado da entrada da cidade, que é o ponto de partida até a chegada, no Ametista Parque Museu. “O Grupo Fred é uma empresa de FW que desenvolve projetos que fazem história, esse é o nosso propósito. Temos agora o estudo de viabilidade e a parte orçamentária, depois do desenvolvimento do plano diretor, haverá o processo técnico de instalação, que é bem complexo. Importante destacar que com a instalação do teleférico, desenvolvem-se outras várias atrações em seu entorno, garantindo a sustentabilidade econômica”, finaliza Gildo. Também são parceiras no projeto, Venturi Cidades Inteligentes, MVC Arquitetura e Engenharia e Smart Dry – Sistemas Construtivos a Seco.