O tão aguardado anúncio do governo estadual foi feito nesta semana. Um novo decreto foi publicado pelo Executivo e permite que o esporte amador retome suas atividades. Entretanto, esta medida é válida apenas em regiões que estão em bandeira laranja ou amarela, há pelo menos duas semanas consecutivas.

– Nas últimas duas semanas, recebi representantes das quadras esportivas de várias regiões durante as agendas de diálogo sobre a Reforma Tributária que realizamos, em que os grupos destacaram a difícil situação vivida em função dos meses de fechamento e também da disposição de todos em trabalhar com regras rigorosas para a retomada. Depois dos estudos da Secretaria da Saúde, do Gabinete de Crise e do Comitê de Dados, então, anunciamos essa retomada –, pontuou Eduardo Leite sobre a medida.

Um dos grandes defensores do retorno do esporte amador, o árbitro de futsal, Tales Goulart, concedeu entrevista ao Jornal Folha do Noroeste, vê a medida como positiva, mas acredita que poderia ter sido adotada antes. “Vejo com bons olhos esse protocolo que libera a volta do esporte amador. Dá a possibilidade de voltar com o esporte amador e é uma esperança. Várias prefeituras do Estado estão liberando e dentro dos protocolos, e tem outros municípios que, a partir da liberação do governo do Estado, também estão liberando”, destacou.

Tales Goulart revelou que todas os proprietários de quadras no Rio Grande do Sul estiveram próximos de abrir as portas ao mesmo tempo, como forma de protesto. “Nesse tempo todo ficamos buscando alternativas, montamos um comitê com médicos e outros profissionais, apresentamos um protocolo ao governo estadual e não tivemos retorno. Estivemos com o secretário, via internet, achou o protocolo muito bom, encaminhou ao comitê de crise, mas não tivemos retorno”, afirmou o árbitro.

O profissional do esporte finalizou afirmando que, mesmo com a demora, é uma vitória a todos que integram esta categoria. “Que os proprietários sejam responsáveis, cumpram os protocolos e, se isso não for cumprido, vai fechar tudo lá na frente de novo. É uma vitória, temos que comemorar!”, frisou. Na região de Palmeira das Missões, não é possível ter a retomada já que, atualmente, não cumpre o critério de estar há duas semanas em bandeira laranja.