Em um prazo de 60 dias, que permitirá a conclusão dos guarda-corpos, cabeceiras e outras finalizações, como a secagem da pavimentação sobre o concreto, a ponte sobre o Rio da Várzea, entre Rodeio Bonito e Liberato Salzano deve ser finalmente concluída. A obra, que vai encurtar distâncias entre as regiões do Médio Alto Uruguai e Alto Uruguai, tem cerca de 160 metros de extensão está sendo construída pela empresa Traçado, vencedora da licitação.

Iniciado em 2014, o acesso foi aprovado pelo então Ministério da Integração Nacional, com orçamento inicial em torno de R$ 5,7 milhões. Como houve atraso no pagamento das parcelas, a empresa solicitou aditivo de R$ 522 mil, demanda que não será liberada pelo governo federal. Com a negativa, Liberato Salzano, através do prefeito Gilson De Carli, buscou apoio dos municípios da Amzop para aportar o recurso, bem como da Creluz, que já tinha envolvimento com o projeto desde a sua concepção.

Em audiência pública, realizada no mês de junho, na Fundaluz, em Pinhal, foi aprovada pelos gestores da região e comunidade, o auxílio dos municípios. Já a Creluz se comprometeu em repassar o valor restante. “Entre a elaboração do projeto, aquisição das terras e liberações ambientais, a cooperativa investiu R$ 502 mil e agora vai repassar mais R$ 272 mil. É uma demanda que vai ajudar toda a comunidade regional e também a Creluz, para darmos assistência aos associados que moram em Liberato Salzano. Decidimos fazer diferente do que aconteceu com outras obras no Estado, essa ponte será concluída”, reforçou o presidente da cooperativa, Elemar Battisti.

Apoio

No total, 29 municípios da Amzop já sinalizaram a doação de recursos. Na semana passada, Pinhal assinou convênio para repassar R$ 25 mil à demanda. Na quarta, 7, foi a vez de Rodeio Bonito, que vai colaborar com R$ 50 mil e Novo Tiradentes (R$ 5 mil), formalizarem os aportes. “A ponte encurta mais de 150 Km a distância entre Rodeio e Erechim, trajeto que hoje precisa ser realizado por Passo Fundo, para o transporte de pacientes que precisam de atendimento oncológico. Essa é a concretização de um sonho de mais de 30 anos. E agora vamos atrás do projeto de asfaltamento até Trindade do Sul. Quando queremos realmente algo, nos unindo, fica mais fácil”, avaliou o prefeito de Rodeio Bonito, José Arno Ferrari. Para o município, o acesso vai permitir investimentos na avicultura e novos negócios para a suinocultura, sua principal atividade econômica.

No total, considerando o aditivo, a obra vai custar cerca de R$ 6,4 milhões. Liberato Salzano, conforme o prefeito Gilson de Carli, já investiu mais de R$ 500 mil para viabilizar a construção, por isso, comemora o apoio dos municípios da Amzop e da Creluz. “A parceria com a cooperativa, desde o início foi muito importante. Começamos a trabalhar pela ponte e hoje vemos que além desse trabalho estão se concretizando parcerias. Apesar das dificuldades financeiras, as prefeituras estão buscando soluções para solucionar problemas relacionados ao desenvolvimento regional”, disse.

O prefeito de Novo Tiradentes, Adenilson Della Paschoa destacou que o acesso será fundamental para novos negócios envolvendo o município, especialmente, nos setores e suinocultura e avicultura. “O município está negociando com a JBS de Trindade do Sul, e a ponte vai tornar possível esse convênio, em virtude da viabilidade do transporte”, detalhou.