Na superfície do planeta Terra se espalham os oceanos que ocupam 70% do globo, o que gerou a frase “A Terra é azul”, atribuída ao cosmonauta, Yuri Gagarin, em abril de 1961. Do azul visto pelo primeiro homem que foi para o espaço, quase 98% consiste em água salgada, e por sua vez, 2% de água doce, a qual está em sua maioria nas geleiras dos polos. Por conseguinte, sobram 0,36% de água apropriada para o consumo disponível para os terrestres. 

Esse bem que é essencial para a vida, como todos os outros recursos do planeta, não se regenera tão depressa quanto como é utilizado atualmente. Isso tem sido sentido no Brasil com a falta de água em alguns Estados, principalmente no Rio Grande do Sul, que passa pelo sofrimento de uma severa estiagem. Em Frederico Westphalen, até o momento, os principais prejudicados são os agricultores, que estão perdendo grande parte de sua produção pela falta de chuva e enfrentando dificuldades para conseguir água para consumo.

Principal uso da água

Já os grandes produtores agrícolas que usam a irrigação para molhar o plantio, no Brasil, correspondem a 72% do uso de água. Recurso este, que pode voltar limpo para os afluentes, desde que não esteja contaminado por venenos. Por isso é necessário investimento para que o uso hídrico seja feito sem desperdícios, como com o uso da tecnologia de irrigação por gotejamento e defensivos agrícolas que não sejam ofensivos para o solo.

Ainda assim, as chuvas são necessárias para o reabastecimento dos reservatórios, as quais, no caso do Rio Grande do Sul, vêm da Floresta Amazônica, em sua maioria. Esse fenômeno é chamado de “Rios Voadores”. Como explica o pesquisador, José Marengo, são nuvens formadas na bacia amazônica, as quais são levadas pelo vento até desaguarem nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Desta forma, a floresta funciona como filtro que suga a umidade do continente e a transforma em chuva.

Com o aumento do desmatamento e o avanço do aquecimento global, as chuvas diminuem e os rios secam. Assim, cria-se a preocupação na população urbana, a qual correspondente a 9% do uso da água no país. Em Frederico Westphalen, a CORSAN anunciou medidas como a perfuração de novos poços, instalação de novos reservatórios e melhorias nas redes para reduzir as perdas na distribuição. À população eles pedem o uso racional da água. Confira algumas dicas para economizar este recurso tão importante. 

Dicas para economizar água:

  • Não lavar o carro com mangueira;
  • Usar somente a vassoura para limpar a calçada e o quintal;
  • Não fazer uso de grandes volumes, como em piscinas plásticas;
  • Utilizar regador para molhar as plantas nos horários de menor incidência de sol;
  • Regular as válvulas de descarga;
  • Ficar de olho em vazamentos e torneiras pingando;
  • Colocar o máximo de roupas na máquina a cada lavagem.