O primeiro ministro britânico Winston Churchill dizia que se iniciarmos uma briga entre o presente e o passado corremos o risco de perder o futuro. O Rio Grande do Sul vive o paradigma do conflito, somos movidos a peleias. Chimangos e maragatos são revividos epicamente a cada polêmica, onde o passado e o presente se confrontam.

É preciso lançar um olhar para o futuro, pensar como queremos nosso estado em 2030, colher os sonhos e as esperanças coletivas dos gaúchos. O Rio Grande está cansado da velha polarização, de brigas e disputas, que muitas vezes tem impedido nosso avanço e crescimento.

Esta é a proposta da Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul - FAMURS -, que reúne os 497 prefeitos e prefeitas, de todos os partidos. O ciclo de debates percorrerá 10 cidades, ouvindo todas as regiões.

Estaremos, nesta terça-feira, em Frederico Westphalen, às 9h, e em Passo Fundo, às 15h, para ouvir as opiniões e projetos para os próximos 15 anos. Além dos gestores municipais da região, estaremos ouvindo também os COREDES, as universidades e entidades representativas. Não temos propostas prontas, iremos construir juntos um mosaico de ideias, que represente a aspiração coletiva da sociedade gaúcha.

Já ocorreram quatro encontros, Bagé, Santa Cruz, Rosário do Sul e Santa Maria, com a presença de inúmeras entidades e de todas as prefeituras. As reuniões regionais se estenderão até final de outubro, quando iniciará a segunda fase, com 16 encontros temáticos para debater o desenvolvimento, infraestrutura, cidadania e finanças públicas. Iremos ouvir especialistas e pesquisadores que nos apresentarão alternativas para superarmos nossos problemas estruturais. Em abril do próximo ano, estaremos reunindo todas as contribuições em um livro, que apontará caminhos para um futuro mais promissor.

O Rio Grande já viveu muitas crises. Hoje estamos diante de um grave momento e precisamos intensificar o diálogo. Ao buscarmos soluções possíveis, sem preconceito, vamos juntos construir novas façanhas, para que sejamos modelo a toda a terra.

Jairo Jorge - Prefeito de Canoas e Coordenador do Projeto RS 2030