O mês de julho encerra com o aumento no preço médio do suíno independente. A cotação de R$ 6,79 foi apontada pela Pesquisa Semanal da Cotação do Suíno, milho e farelo de soja, realizada pela Associação de Criadores de Suínos do RS – ACSURS nesta sexta-feira (30).

O custo médio da saca de 60 quilos de milho ficou em R$ 97,33. Já o preço da tonelada do farelo de soja é de R$ 2.233,3 e da casquinha de soja é de R$ 1.575,00, ambos para pagamento à vista, preço da indústria (FOB).

Agroindústrias e cooperativas – O preço médio na integração apontado pela pesquisa é de R$ 5,66. As cooperativas e agroindústrias apresentaram as seguintes cotações: Aurora/Cooperalfa R$ 5,90 (base suíno gordo) e R$ 6,00 (leitão 6 a 23 quilos), vigentes desde 16/06; Cooperativa Languiru R$ 5,70, vigente desde 26/07; Cooperativa Majestade R$ 5,90, vigente desde 17/06 ; Dália Alimentos/Cosuel R$ 5,60, vigente desde 06/07; Alibem R$ 4,90 (base suíno creche e terminação) e R$ 5,70 (leitão), vigentes desde 27/05; BRF R$ 5,70, vigente desde 21/06; Estrela Alimentos, R$ 4,80 (base creche e terminação) e R$ 5,85 (leitão), vigente desde 23/06; JBS R$ 5,60, vigente desde 06/05; e Pamplona R$ 5,90 (base terminação) e R$ 6,00 (base suíno leitão), vigentes desde 17/06.

A Pesquisa tem o apoio de MSD Saúde Animal, Minitube, Choice Genetics e Construrohr.

Todos os levantamentos estão disponíveis no site da ACSURS – guia Mercado – Pesquisa Semanal do Suíno.