Nesta segunda-feira, 25, o Sindicato dos Árbitros de Futebol do Rio Grande do Sul (SAFERGS) encaminhou um ofício ao presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman. A entidade pede reforço na segurança dos jogos de volta das quartas de final da Divisão de Acesso.

No último final de semana, duas partidas foram marcadas por polêmicas e um clima tenso se formou dentro de campo. Em uma das partidas, o Pelotão de Choque da Brigada Militar teve de entrar no gramado para proteger o quarteto.

O documento é assinado pelo presidente do sindicato. Maicon Zuge diz que a agressão ao árbitro Rodrigo Crivellaro traz preocupações a categoria.

– Visando o bom andamento do campeonato, e em face do ambiente que vem se formando, a solicitação tem o objetivo de evitar confusões futuras, acalmar ânimos exaltados e inibir ações agressivas já presenciadas na competição. A agressão ao árbitro Rodrigo Crivellaro, recentemente, nos traz preocupações. Por isso, pedimos uma atenção especial por parte da FGF – finaliza o ofício.