“Ainda há muita desinformação sobre a doação de sangue”. Esta foi a afirmação de Gianini Tais Giacomini, idealizadora de uma campanha que busca encontrar doadores e aproximá-los de quem precisa. 

Gianini tem 27 anos, é natural de Santa Maria, mas reside em Frederico Westphalen. É designer de moda e está sempre conectada a causas sociais. Com o objetivo de informar os usuários sobre a importância de doar sangue, ela criou uma comunidade na rede social Facebook, com o nome “Doadores de sangue de FW e região” para divulgar e chamar atenção de quem ainda não é doador, se tornar um, e também, ajudar famílias que necessitam encontrar doadores que se disponibilizam ajudar.

Ela contou como surgiu a ideia de criar uma página com esse tema. “Alguns meses atrás uma família estava procurando doadores de sangue e fizeram um anúncio no Facebook. Como eles estavam com dificuldades para encontrar voluntários, resolvi criar um grupo onde doadores e pessoas que precisam de ajuda pudessem se encontrar de forma fácil, em um lugar só. Escolhi então o Facebook, que quase todo mundo tem e quem não tem, conhece alguém que tem”, revelou.

Nas publicações, estão algumas curiosidades como esta: “Quando doamos, estamos salvando vidas”. São diversas as pessoas que podem receber a transfusão, entre elas, vítimas de acidentes de trânsito, pacientes submetidos a tratamentos quimioterápicos, pessoas que passam por cirurgias de emergência, pessoas que sofrem com leucemia, anemia ou outras doenças. 

A página conta com mais de cem participantes e é através da comunidade que os doadores ficam sabendo onde é o ponto de coleta mais próximo de sua cidade e como fazer a doação. Também são feitos posts de reportagens sobre o assunto e curiosidades, para que as pessoas tirem as dúvidas e debatam sobre o assunto. É uma forma de informar e ajudar quem precisa.

Questionada sobre doação de sangue, Gianini afirmou que é uma forma fácil de ajudar alguém. “Apenas alguns minutos e mais uma vida salva, e isso graças a você”. 

Para doar, é preciso:

- Ter entre 18 e 67 anos (16 e 17 anos mediante autorização dos pais ou responsáveis).

- Pesar mais de 50 quilos.

- Estar descansado.

- Não estar em jejum, mas ter consumido alimentos leves.

- Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas quatro horas.

- Se mulher, não estar grávida, em fase de amamentação ou ter tido parto ou aborto há menos de três meses.

- Não estar com febre, gripe ou resfriado.

- Não ter recebido transfusão de sangue nos últimos 12 meses.

- Não ter antecedentes de hepatite, doença de Chagas e sífilis.

- Não ter comportamento de risco para Aids nem ser usuário de drogas.

- Não ter feito tatuagem ou piercing há menos de um ano.

Jessica Hock - saude@folhadonoroeste.com.br