Os agricultores de Palmitinho estão aproveitando um nicho de mercado que está em pleno crescimento na região e estão investindo na construção de pocilgas ampliando a suinocultura no município. Com auxílio da Administração Municipal, dezenas de produtores buscaram financiamentos e outros investiram dinheiro próprio para tornar Palmitinho o maior produtor de suínos do Estado.

– Estamos investindo e oferecendo oportunidades aos agricultores e, com as novas pocilgas que estão sendo construídas e entrando em funcionamento, Palmitinho será, sem sombra de dúvida, o maior produtor de suínos do Rio Grande do Sul –, garantiu o prefeito Luiz Carlos Panosso.

Atualmente, estão em funcionamento 115 pocilgas, além de 15 aviários – outro setor de destaque e que a prefeitura está incentivando. Estes segmentos da agricultura, juntamente com a produção de leite, são os setores mais viáveis e rentáveis no município, já que a geografia não favorece.

– Nossas terras são acidentadas. Em algumas propriedades, precisamos fazer detonações e, às vezes, detonar um morro inteiro para dar oportunidade aos agricultores de produzirem e obterem renda para sustentar e oferecer uma condição de vida melhor às suas famílias –, apontou Panosso.

O prefeito destacou, ainda, que em até três anos os investimentos que estão sendo feitos na suinocultura e na avicultura darão resultados positivos ao município, aumentando, por exemplo, o retorno do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “Tenho certeza que todos esses investimentos darão retorno e poderemos aplicar recursos na melhoria de estradas, saneamento básico de qualidade e muitos outros benefícios para a comunidade. Além disso, estamos contribuindo com a redução do êxodo rural e mantendo mão de obra e os filhos dos agricultores nas propriedades”, afirmou, acrescentando que os produtores rurais interessados em expandir a produção podem entrar em contato com a Administração Municipal, que receberão incentivos.

Mais trabalho, mais renda

Geder Hanauer, 27 anos, juntamente com seu pai, tem três pocilgas e, quando duas novas forem concluídas, produzirão 2,5 mil suínos.

Segundo ele, a expansão da produção somente foi possível com o auxílio da prefeitura, que disponibilizou carregadeira, motoniveladora (patrola) e caminhões-caçamba para fazer a terraplanagem e deslocar a terra de local. “Conseguimos expandir a nossa produção graça ao incentivo do prefeito Panosso. Hoje, não tem como o agricultor querer fazer um chiqueiro sozinho. A prefeitura precisa ajudar”, opinou.

A nova pocilga que está sendo construída deve ser finalizada nas próximas semanas e deve receber leitões na sequência.