Realizada na última quarta-feira, 24 de setembro, na propriedade da família do agricultor Oneides da Silva Farias, a tarde de campo sobre as potencialidades da bovinocultura de leite. O evento aconteceu na linha Travessão Seco, no interior do município de Taquaruçu do Sul. Estiveram participando mais de 290 agricultores. Foi realizado através da promoção de Leite de Taquaruçu do Sul (Aproltasul), agricultores das comunidades vizinhas, do município vizinho de Vista Alegre e alunos da Casa Familiar Rural de Frederico Westphalen, acompanharam a evolução da família Farias no ramo leiteiro.

O evento foi divido em três estações, e a família apresentou seus investimentos na atividade leiteira. As áreas de pastagem da propriedade são divididas em piquetes, que usam um sistema de irrigação, que conta com um hectare, e mais 1,5 hectare com pastagens anuais. A propriedade da família possui 11 vacas, sendo que sete estão em lactação, produzindo cerca de cem litros de leite por dia. Antes da implantação do sistema de irrigação, o agricultor chegava a 60 litros por dia. O crescimento devido à implantação desse novo sistema fez com que o agricultor aumentasse a produção.

Estiveram em debates as temáticas de formação de pastagens, manejo, piqueteamento, adubação e irrigação que foram ministradas pelo técnico em agropecuária Mateus Ariel Cargnin e pelo engenheiro agrônomo Maicon Bisognin, técnicos da Emater/RS-Ascar, com o apoio do técnico da Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Diacir Cichelero. Outra temática ministrada foi sobre o bem-estar animal, destacando ainda mais as necessidades de sombra e água nos piquetes e com o cuidado principalmente com a sanidade dos animais, que foi coordenada pelo médico veterinário da Aproltasul, Erlon Lopes Machado, e pelo veterinário da Alta Genetics, Valdinei Grapilha. A sustentabilidade e organização rural também foi debatida na Tarde de Campo. Além desses técnicos estiveram presentes a extensionista de Bem-Estar Social da Emater/RS-Ascar Marlene Zanatta Bridi falou sobre a organização da propriedade, melhoria de arredores e a qualidade de vida no campo, Josiane Argenta Bonafé, da Emater/RS-Ascar de Pinheirinho do Vale.

 

Por ser um município essencialmente agrícola, o maior investimento de Taquaruçu do Sul é no setor primário, principalmente na agricultura familiar. "Investir na pequena propriedade é investir no município, pois temos esse retorno para a economia local. A propriedade da família Farias é um exemplo de que se pode produzir muito num pequeno espaço", declarou o vice-prefeito de Taquaruçu do Sul, Valmir Luiz Menegat. A Tarde de Campo contou com a presença de autoridades locais, lideranças parceiras e da gerente do escritório regional da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen, Ana Claudia Zanatta Pedon.

No encerramento da Tarde de Campo, o chefe do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Júlio Cesar Guerra, conduziu a assinatura de três contratos de irrigação que serão implantados no município. Os agricultores contemplados foram Silvio Luis Miotto, Luiz Francisco Canci e Carlos Gilberto Meneses.

 

Informações Marcela Buzatto (Emater/RS-Ascar)

Renato Padilha