Os temporais registrados entre domingo, 10, e segunda-feira, 11, na Serra do Rio Grande do Sul causaram estragos e deixaram milhares de desabrigados. Em Bento Gonçalves, choveu 84 milímetros e centenas de casas foram destelhadas pelas rajadas de vento que ultrapassaram os 70 quilômetros por hora.

O prefeito do município, Guilherme Pasin, decretou estado de calamidade pública. Além de destelhamentos, há registros de inundações e desmoronamentos. 

A chuva também prejudicou as plantações da região, como parreiras e pomares de pêssego em Bento Gonçalves e Pinto Bandeira. Rodovias ficaram bloqueadas devido a quedas de árvores, pedras e alagamentos.

Em outras regiões, os municípios estão em estado de atenção. No Vale do Caí, em Bom Princípio, uma mulher e um bebê morreram após o desmoronamento da residência da família. Em Quaraí, na fronteira Oeste, mais de mil pessoas estão desalojadas.

O acúmulo de água prejudicou o fornecimento de energia elétrica em vários municípios, mas as concessionárias estão trabalhando na regularização do abastecimento.

 

Foto: Divulgação

Natalia Nissen