A aplicação da dose de reforço da vacina contra o coronavírus reduz internações e mortes entre idosos brasileiros, apontou a nova edição do Boletim do Observatório Covid-19 elaborado pela Fiocruz.

A terceira dose do imunizante já vem sendo aplicada na população maior de 60 anos. O estudo também mostrou uma tendência de estabilização dos principais indicadores da transmissão do vírus. Apesar, contudo, do cenário favorável, o boletim insiste na recomendação de que a população deve manter os protocolos sanitários, sobretudo em locais fechados. 

Na Semana Epidemiológica (SE) 47 – que compreende o período entre 21 e 27 de novembro – o estudo verificou uma tendência à estabilização dos principais indicadores da transmissão da Covid-19. Foram notificados, ao longo da SE 47, uma média diária de 9,2 mil casos confirmados e 230 óbitos em decorrência do coronavírus.

Esses valores, na avaliação dos técnicos, representam um pequeno aumento do número de casos registrados (1,6% ao dia) e de óbitos (2,4% ao dia) em relação à semana anterior –14 a 20 de novembro.

O boletim da Fiocruz ainda destacou que, diante da proximidade do verão, um período de festas populares, não se pode ser indiferente às precauções adotadas em outros países.

– Os alertas são indicativos para que o Brasil acelere e amplie as campanhas de vacinação e cobertura vacinal, para que se atinja pelo menos pelo menos 80% da população geral com o esquema completo – apontou. Atualmente, este índice é de 63.47%.

Por fim, são necessárias muita cautela e precaução na adoção de medidas de flexibilização, bem como de exigência de dados atualizados, oportunos e transparentes para o monitoramento de qualquer sinal de mudança.

*Com informações da Fiocruz e de Correio do Povo