Focando na base como projeto de futuro, tanto a curto, médio e longo prazo, a direção do União Frederiquense de Futebol deixou claro, desde sua posse, realizada no início deste ano, que os jovens são – literalmente – a base do clube. Por conta disso, o Leão da Colina participará, pela primeira vez nos seus mais de 10 anos de história, de competições estaduais com equipes em categorias consideradas as verdadeiras lapidadoras de talentos, o sub-12 e sub-14.

Por conta da proximidade do início das disputas, as duas categorias estão em ritmo de preparação intensa. Comandadas através de uma parceria entre o Leão da Colina e a RZ Sports, que existe há cerca de quatro anos, a base do União Frederiquense proporciona a municípios de toda a região escolinhas de futebol. Desde o ano passado, o projeto passou a ser realizado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, já visando as disputas do Estadual.

Os mais novos, da categoria sub-12, seguem uma rotina de treinos três vezes por semana, enquanto a “gurizada” do sub-14 vai a campo quatro vezes por semana. “Estamos muito contentes com a evolução dos meninos. Começamos esse projeto de coordenação em outubro e estamos confiantes que, se tivermos uma sequência de trabalho, a evolução vai ser ainda maior. A nossa preocupação não está pautada no resultado dos jogos, em competições, e sim na evolução, em lapidar os meninos”, ressalta um dos coordenadores das categorias de base, Douglas Rinaldi.

Relação direta entre profissional e base

Rinaldi, que é ex-jogador do Leão da Colina, atua em conjunto com o técnico do sub-20, Jaílson Zatta. Ambos estão à frente dos trabalhos realizados com a garotada do clube, em parceria com a RZ Sports. Essa ligação entre jogadores que já tiveram experiência em times profissionais, aliado aos contatos que são possíveis de serem feitos na área, permitem a presença constante de olheiros na base do clube frederiquense.

– A RZ Sports já vem há quatro anos inserida nas categorias de base do União Frederiquense, então temos um leque muito grande de contatos. Sempre buscamos trazer observadores de equipes grandes e, desde então, já tivemos representantes do Inter, Grêmio, Chapecoense, Atlético-MG, Juventude. Estamos articulando a vinda de alguém do Palmeiras para estar acompanhando o trabalho aqui também – frisou Rinaldi. Além disso, o coordenador da base do Leão da Colina ainda lembrou sobre a recente parceria com representantes portugueses que também pode render frutos nas categorias inferiores.

– Tivemos a vinda do pessoal de Portugal e, apesar de ter o foco no sub-20, também estão de olho nas categorias menores. Então, essas parcerias fortalecem muito o processo e a ideia é cada vez trazer mais observadores para acompanhar o trabalho, para que a gente possa chegar no objetivo final – disse.

Amistosos

Outra forma de incrementar a rotina e dar mais “cancha” para a garotada são os amistosos. Há cerca de um mês, os jogos amistosos estão sendo mais frequentes nas categorias sub-12 e sub-14 do União. As equipes se preparam para a disputa do Campeonato Estadual desta temporada, realizado pela Nova Liga Gaúcha de Futebol Infantil (Noligafi). Nesta semana, as duas categorias disputaram amistosos em Chapecó, para medir forças com a base da Chapecoense.

– A ideia de competição tem que estar dentro do processo de desenvolvimento, os meninos precisam dessa competitividade porque também faz parte da evolução deles. Como frisei antes, nosso intuito principal é pela evolução deles e, por isso, entramos na Noligafi, para trazer esse incremento dentro do processo. Vamos estar competindo com as grandes equipes do Estado – disse Rinaldi.

Futuro das categorias de base

Há um ano atuando com as categorias sub-12 e sub-14 e há um pouco mais de tempo com o sub-20, o clube projeta aumentar o elenco da base no futuro. “Nosso planejamento na coordenação do projeto das categorias de base é para ter em 2023 todas as categorias mapeadas. No próximo ano, vamos estar trabalhando com as categorias sub-13, sub-15 e sub-20, faltando apenas a sub-17. A partir do ano que vêm, o sub-11 e sub-13 trabalham em conjunto, e a sub-15 será individualizada, já com a disputa do Campeonato Estadual. Enquanto o sub-20 vamos manter o mesmo trabalho que estamos fazendo. Em 2023 pensamos em inserir o sub-17, para ter o ciclo completo de todas as categorias”, detalha Douglas Rinaldi.

As categorias de base do Leão da Colina são realizadas em parceria com a RZ Sports. O projeto é uma realização do União Frederiquense de Futebol e conta com o Financiamento de Pró-Esporte RS, Lei de Incentivo ao Esporte RS, da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, e tem o patrocínio de Farmácias São João, Barril Indústria e Comércio de Ferro e Aço Ltda, Tchê Turbo Provedor de Internet Ltda e Cooperativa Tritícola Frederico Westphalen Ltda – Cotrifred.