Elementos textuais e não-textuais compõem peças gráficas fundamentais à reprodução comunicacional. Ou seja, existem diversas formas e formatos de comunicação, e uma delas é o conceito visual. Há quem diga que essa é uma das principais técnicas para estruturar e dar forma à comunicação impressa. 

Imagem e texto, tudo junto em um mesmo espaço, essa é a verdadeira arte do designer gráfico, dar vida à informação. O profissional estende a sua área de ação aos diversos meios impressos e digitais de comunicação, por meio do desenvolvimento da identidade, com desenhos, imagens, animações e diagramações e, cada vez mais, ganha espaço e importância na área do marketing digital. 

Há sete anos, trabalhando em jornais da região do Médio Alto Uruguai, crescia um novo talento que, para muitos, soa familiar: Naiana Lemes, a Naia! Há mais de um ano atuando como designer gráfica do Jornal Folha do Noroeste e Complexo Luz e Alegria, Naia é sinônimo de criatividade e inovação e, ao lado do colega Marcelo Vitalis, faz tudo acontecer e permite a você, leitor, uma leitura cheia de cor, detalhes e formatos.

Unindo profissionalismo e bom gosto, Naia não se limitou a apenas um espaço e iniciou um projeto pessoal, a fim de eternizar memórias e sonhos. 

- Sempre gostei muito de fotos e quadros e isso me influenciou muito a cursar fotografia digital, no Senac de Passo Fundo, em 2009. Hoje em dia tudo é digital e não temos mais quase nada em mãos -, contou Naiana. 

Assim surge a “Unique Arteliê” em Frederico Westphalen, com a produção de quadros personalizados e desenvolvidos especialmente para cada cliente. “Eu amo ver a reação das pessoas em cada entrega e a emoção em ter em suas mãos suas ideias estampadas. Acredito que a arte é isso, é dar forma às ideias”. 

- Tudo começou com o nascimento do meu filho Pedro, pois eu queria eternizar os momentos dele e da minha família de alguma forma que não fosse somente digital. O quadro foi uma ideia física que eu encontrei para guardar esses momentos que estavam digitalizados, para não cair no esquecimento de um pendrive ou na memória de um celular. Então, quando ele nasceu, montei os quadros como recordação. Amigos e familiares viram nas paredes de nossa casa e foi assim que começaram os primeiros pedidos. Fomos surpreendidos com tamanha repercussão, e esse trabalho acabou se tornando uma renda extra -, explicou. 

A profissional detalha que o processo dos quadros é criado a partir de 50% artesanal e 50% do sentimento do cliente, onde, incialmente é produzido um modelo digital e, após aprovado, é encaminhado para a impressão e aplicação do nome. 

- A renda foi um acaso. Somente deu certo porque coloquei o amor pelo meu filho e a inspiração que ele me trouxe. O sentimento é muito maior que o financeiro, não tem obra de arte que pague a emoção da foto de um filho e da nossa família.

Meu propósito é eternizar pessoas e momentos, os quais serão vistos como uma obra de arte aos olhos de quem ama -, revelou ela. 

A Unique Arteliê é essência pura e carrega no seu slogan o seu verdadeiro propósito: Único, feito para você! Eternize momentos e vidas com a Unique!