Um estudo divulgado pelo Ministério da Saúde Pública do Uruguai mostra a eficácia das vacinas Coronavac e Pfizer/BioNtech que estão sendo aplicadas no país vizinho. A nação sul-americana está, junto com o Chile, na vanguarda da vacinação no continente, com mais de 52% da população recebendo pelo menos uma dose de imunizantes contra a Covid-19. O Uruguai possui 3,5 milhões de habitantes e 29% deles já estavam completamente imunizados com as duas doses até o dia 1º de junho.

Segundo dados do ministério uruguaio divulgados nesta terça-feira, 8, a vacina Coronavac mostrou redução de 61% na incidência de casos; queda de 92% em internações em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI); e baixa de 95% na quantidade de mortes. Os subgrupos analisados com a vacina Coronavac corresponde às populações entre 18 e 49 anos, e entre 50 a 69 anos de idade. 

Já o imunizante Pfizer mostrou eficácia ainda maior, com baixa de 78% de incidência de casos; redução de 94% na entrada de pessoas com Covid-19 em leitos de UTI; e baixa de 94% nos óbitos. O imunizante da farmacêutica norte-americana foi aplicado em pessoas com 80 anos ou mais e para profissionais de saúde.