Com quase 300 atendimentos já realizados desde que abriu as portas, em março deste ano, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santo Antônio (HSA) de Tenente Portela fechou  no último sábado, 8, e assim deve ficar por, pelo menos, 30 dias.

De acordo com a presidente da entidade Mirna Brauks, o problema todo está ligado ao financeiro. “São mais de 2 milhões que o Santo Antônio acumula de prejuízo com a UTI, não recebemos um centavo. Isso desestruturou a equipe médica que também está sem receber. Nós lutamos dia e noite para a vinda de recursos para o hospital, mas, se não recebemos nem junho ainda do governo do Estado, como vamos ter esperança de receber um recurso que ainda não veio? Saímos daqui todos os dias desanimados mas, quando chegamos todas as manhãs e aqui estão todos esses ônibus, com centenas de pessoas de todos os lugares, temos a certeza de que essa luta vale à pena”, disse Mirna.