A Campanha de Vacinação Contra a Gripe, que no Rio Grande do Sul iniciou no dia 27 de abril, encerrou na sexta-feira, 5 de maio. Porém apesar de ter alcançado a meta, no total, entre as crianças, gestantes e indígenas os números ficaram inferiores aos 80% propostos pelo Ministério da Saúde. Nas Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS), de abrangência do jornal Folha, 19ª e 15ª CRSs, ficaram abaixo do esperado a procura pela vacina de gestantes 77,8% e 78,8%, respectivamente. Na 15ª CRS com sede em Palmeira das Missões também não se alcançou a meta entre os indígenas. Somente 71,6% procuraram os postos para vacinação. Situação de Frederico Westphalen A secretária Municipal de Saúde de Frederico Westphalen, Marly Vendrusculo, disse que em Frederico, apesar da boa adesão à campanha, o grupo de gestantes e crianças ainda não atingiu a meta proposta. “Entre as crianças chegamos somente a 73% e das gestantes 74%”. A enfermeira Viviane Cerutti, pede que os pais tragam seus filhos para vacinar e que as mulheres gravidas também procurem os postos de saúde, visto que essa é uma proteção a mais.

Heloise Santi saude@folhadonoroeste.com.br