Em casas com espaços cada vez menores, ter uma piscina é quase sempre um sonho que achamos não ser possível. Mas há, sim, soluções para se construir piscinas em áreas de lazer pequenas e transformá-las em  Oásis em dias calorentos.

Apesar de muitos pensarem que piscina em um espaço pequeno pode causar transtornos como a limpeza da mesma, saiba que este é um dos fatores a favor de se ter a piscina em um espaço menor. Quanto menor o tamanho, mais fácil a limpeza, menor o custo com o tratamento da água, uma vez que será usado menos material e também o custo com a quantidade de água a ser usada.

Ou seja, obter piscina em um espaço pequeno não é somente viável, como também econômico.

Porém, como tudo na vida, é necessário planejamento e um projeto. E para isto é importante que sejam observados alguns pontos que serão expostos a seguir:

Análise de Terreno x Formato da Piscina:

É preciso considerar as condições do solo e, claro, o tamanho disponível para a construção. Com um bom projeto é possível optar por desenhos perfeitamente ajustados.

Material x Custo Benefício

As piscinas com maior durabilidade, sem sombra de dúvida, são as de concreto armado, seguidas pelas de alvenaria estrutural, ambas com acabamento em cerâmica (azulejos).

A manutenção de uma piscina com acabamento em azulejos exige menor “delicadeza”, uma vez que esse tipo de material é bastante resistente ao contato abrasivo tanto dos produtos químicos quanto dos equipamentos (aspirador, escova, etc.).

As piscinas de fibra e de vinil são menos duráveis em relação às de concreto e alvenaria, além de exigirem maior cuidado e atenção durante o uso e a manutenção.

Acessórios x Equilíbrio de Espaço

Hoje em dia, há muitos recursos que permitem desfrutar de toda comodidade de ter uma piscina em casa. Existe um sistema que permite uma limpeza robotizada automatizada; isso mesmo, um robô que limpa sua piscina.

Outro item importante que devemos ter cuidado na hora de finalizar sua piscina é o entorno.  Ele deve ser humanizado com paisagismo, decoração e iluminação.

A piscina que mais cresce em vendas no Brasil, pela facilidade e preço é a fibra. Com uma boa configuração de pisos, flutuantes ou não e um belo paisagismo, o seu quintal fica muito charmoso.

A Pedra Hijau, também conhecida como Green Bali, é importada da Indonésia. Quando molhada, adquire uma tonalidade verde deixando piscinas e espelhos d’água com ar de lago, rústico e selvagem. Por ser uma pedra natural vulcânica, varia conforme a incidência de luz.

A Pedra Hitam, também conhecida como Black Lava Stone, é uma pedra vulcânica de tonalidade escura, variando entre o cinza escuro e o preto, que pode ser utilizada em áreas molhadas ou secas. A formação dessa rocha garante alta resistência à umidade e à abrasão, características que permitiram o uso e mantiveram o perfeito estado da Pedra Hitam em templos budistas milenares na Indonésia.

Revestimentos diferenciados como porcelanato que imita madeira também atraem o conceito de aconchego, trazendo uma sensação aquecida para a piscina.


 Casas que não possuem muito espaço podem aderir piscinas com formato de raia. Esse formato é ótimo, pois por possuir menos largura, conta com um comprimento interessante para natação.

*Carine Milani